Belo

Urgente: Belo, em meio a falência, é preso após ser flagrado em invasão de escola: “Situação gravíssima”

Belo
Belo foi flagrado em um show clandestino (Foto: Reprodução)

O artista foi conduzido para uma delegacia após a operação da polícia civil

O cantor Belo foi preso na tarde desta quinta-feira (17) no Rio de Janeiro em uma operação realizada pela Delegacia de Combate as Drogas, o DCOD, da Polícia Civil do Rio.

+Sonia Abrão vê a maior nojeira da vida, abre fogo contra Nego Di e esculhacha: “Jogo sujo até o último minuto”

+Ana Paula Siebert, chama atenção do público como novo clique, nada modesta: “R$ 9,6 mil”

+Xuxa é surpreendida na Globo e segredo que ela guardou por 30 anos é exposto ao Brasil: “Proibido”

Após a repercussão do show clandestino que Belo realizou no último sábado (14) na escola municipal do Parque União, localizada no complexo da Maré, o artista foi preso de forma preventiva pela polícia civil do Rio de Janeiro.

O mandato de prisão foi resultado de um inquérito aberto pelo DCOD que investiga as circunstâncias em que o evento foi realizado, como quem foi responsável pela organização e quem pagou o cachê de Belo.

O show não foi autorizado pela Secretaria Municipal de Saúde e a polícia também apura a invasão ao colégio. Nesta quarta o departamento de combate ao tráfico de drogas cumpriu quatro mandados de prisão preventiva e cinco de busca e apreensão. Uma das buscas foi na sede da empresa que organizou o evento, a produtora Série Gold.

Ainda de acordo a polícia a investigação apura a relação do cantor com o tráfico de drogas e indícios apontam que o show foi financiado pelo chefe do tráfico na comunidade.

Belo
Belo foi flagrado pelo Globocop em um show clandestino (Foto: Reprodução)

A notícia caiu como uma bomba e Reinaldo Gottino, apresentador do Balanço Geral, da Record, interrompeu o programa para dar a informação de última hora.

“A suspeita de quem pagou foi o tráfico. Se for dinheiro do crime, é gravíssimo para o Belo”, disse Renato Lombardi, comentarista do noticiário.

Na operação denominada “É o que eu mereço”, em referência a uma música do cantor, outras três pessoas além de Belo foram conduzidas para uma delegacia na zona norte do Rio.

São eles: Célio Caetano e Henrique Marques sócios da produtora Série Gold e Jorge Luiz Moura Barbosa, o Alvarenga, chefe do tráfico no Parque União.

O QUE DIZ BELO

A equipe de comunicação do artista ainda não se pronunciou, porém, na época da abertura da investigação, o cantor  disse em nota à Globo: “Fizemos o show seguindo todos os protocolos. Não temos controle do geral. Isso nem os governantes têm. As praias estão lotadas, transportes públicos, e só quem sofre as consequências são os artistas. Que foi o primeiro segmento a parar, e até agora não temos apoio de ninguém sobre a nossa retomada. Sustentamos mais de 50 famílias.”

FALÊNCIA DO CANTOR

Essa não é a primeira vez que Belo se mete em problemas com a justiça, para quem não se lembra, em 2004 o artista foi preso sob a acusação de associação ao tráfico de drogas e após o escândalo sua carreira nunca mais foi a mesma.

O marido de Gracyanne Barbosa está afogado em dívidas, a mais famosa delas tem relação com o processo movido por Denilson, que exige 5 milhões de reais do cantor.

O apresentador da Band alega quebra de contrato por parte de Belo, que deixou o grupo Soweto pouco tempo depois de Denilson ter adquirido os direitos da banda.

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Erick Martins