Fez História

Fez História

William Bonner vira porta-voz do ódio contra a Record e dívida de 33 milhões da Globo é exposta

William Bonner, editor-chefe do Jornal Nacional (Foto: Reprodução / Globo)
William Bonner, editor-chefe do Jornal Nacional (Foto: Reprodução / Globo)
William Bonner, editor-chefe do Jornal Nacional (Foto: Reprodução / Globo)
William Bonner, editor-chefe do “Jornal Nacional” (Foto: Reprodução/TV Globo)

William Bonner já se tornou porta-voz da Globo em uma batalha de décadas contra a Record, que é a principal concorrente no mercado

A Globo e a Record vivem uma guerra interminável ao longo das décadas e William Bonner é usado como porta-voz da emissora carioca na batalha. Nos últimos anos, o âncora do “Jornal Nacional” já leu boletins, comunicados e contra-ataques da platinada contra o canal dos bispos.

Nos anos 1990, o “Jornal Nacional” atacou Edir Macedo por causa do vazamento de uma gravação do pastor durante um seminário com outros religiosos. Nas imagens, era possível ver o dono da Record ensinando como pedir dízimo a fiéis, além de ter chutado uma santa, em claro desrespeito à religião católica.

A mais recente das brigas aconteceu no ano passado, quando William Bonner foi obrigado a defender a Globo em rede nacional contra a emissora dos bispos. O canal carioca acusou a Record de ter recebido dinheiro do então prefeito do Rio de Janeiro Marcello Crivella, em um suposto esquema de corrupção investigado pelo Ministério Público.

Veja também

DÍVIDA DE R$ 33 MILHÕES

Marcelo Crivella, que é sobrinho de Edir Macedo, contra-atacou e afirmou que a empresa da família Marinho estaria devendo R$ 33 milhões de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e ISS (Imposto Sobre Serviços) pendente junto ao município do Rio de Janeiro.

A Globo respondeu através de um comunicado dizendo que não deve valor nenhum, mas confirmou ter recebido a cobrança, que seria indevida.

ENVOLVIMENTO COM DOLEIRO

A situação piorou quando a emissora carioca foi acusada de ter recebido dinheiro do doleiro Daria Messer nos anos 1990. Além disso, a empresa também foi acusada de interferir nas eleições ao longo da história da platinada. William Bonner, claro, teve que defender a Globo através do “Jornal Nacional”.

O que se sabe sobre essa batalha atualmente é que ela nunca terá fim. Todo ano as emissoras, que disputam o primeiro lugar de audiência no território brasileiro, se engalfinham e cravam na história uma das piores guerras midiáticas que se tem conhecimento.

Marcelo Crivella é sobrinho de Edir Macedo (Foto: Reprodução)
Marcelo Crivella é sobrinho de Edir Macedo (Foto: Reprodução)

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários