A Dona do Pedaço Agatha Moreira Celebridades Globo Reynaldo Gianecchini

A Dona do Pedaço: Ator responsável por exorcismo em Jô passa por experiência sobrenatural: “Capeta para ser tirado”

Reynaldo Gianecchini, A Dona do Pedaço, Ágatha Moreira, Globo
Pastor fez descarrego em Jô, de A Dona do Pedaço (Reprodução/Globoplay)

O pastor responsável pela sessão de descarrego de Jô em A Dona do Pedaço, usou sua própria experiência pessoal para interpretar o exorcismo na personagem de Ágatha Moreira

A Dona do Pedaço está em sua reta final e exibindo os desfechos de seus personagens. Um dos mais esperados foi o de Josiane, interpretada por Ágatha Moreira. Na prisão, a vilã passa por uma conversão evangélica e uma ‘sessão de descarrego’. Para expulsar os espíritos ruins da personagem, foi convocado um pastor, interpretado por Claudio Mendes. O ator, que já possui passagens pela Globo, relembrou uma experiência pessoal para exorcizar Jô e Regis, interpretado por Reynaldo Gianecchini.

“Quando eu tinha um dez anos de idade, uma tia minha me levou para uma igreja que na época era uma associação. Uma hora, o pastor me chamou umas pessoas para botar a mão na minha cabeça e, sei lá, tirar aquele negócio. A pedido da minha tia, eu fui. Apavorado! Porque era uma gritaria, era um negócio muito forte. Lembro que o pastor botava a mão na minha cabeça e eu chorava apavorado. Chorava muito! Mas tinha ali uma emoção. Para quem estava vendo, realmente diziam: ‘Essa criança deve estar com um capeta para ser tirado'”, disse Claudio em entrevista ao UOL.

Para deixar as cenas incríveis ao telespectador, o ator passou sua experiência a gravar com Ágatha e Reynaldo Gianecchini. “Pedi licença à Ágatha e falei: ‘Eu vou botar a mão na tua cabeça, eu vou te empurrar, vou empurrar a cabeça para baixo’. Ela falou: ‘Vambora, vambora’. Giane estava com dificuldade: ‘Ai, meu Deus, cena de chorar, de se emocionar’. Falei: ‘Vem na minha emoção, vem comigo!’. Na cena, eu passei a mão no peito dele para ajudar a mexer no sentimento para aquela conversão”, esclareceu Claudio.

Sem religião, o ator contou com o apoio de seus colegas na trama e da diretora de A Dona do Pedaço, Amora Mautner. “Logo no primeiro dia, a Amora me dirigiu. Achei ótimo, porque ela logo me colocou no movimento da novela. Ela é muito visceral, emotiva, forte. Na figuração havia evangélicos que me ajudaram muito. Disseram: ‘Na hora de cumprimentar você diz Graça e Paz'”, contou.

TV Foco no Youtube

Podcast TV Foco

Sobre o autor

Marcos Paulo

Jornalista com anos de experiência na área de comunicação. Com passagens por veículos de prestígio, escreve no TV Foco sobre televisão e famosos. No tempo livre, está sempre acompanhado de livros ou assistindo séries.

ANÚNCIO

Conheça nosso Podcast

ANÚNCIO