A Dona do Pedaço Celebridades Globo

Ana Lúcia Torre, de A Dona do Pedaço, fala sobre Bolsonaro, trabalho e machismo: “tem que ser dito diariamente”

Ana Lúcia Torre entrou na reta final de A Dona do Pedaço na Globo (imagem: reprodução)
Ana Lúcia Torre entrou na reta final de A Dona do Pedaço na Globo (imagem: reprodução)

Uma das melhores atrizes da Globo, Ana Lúcia Torre fala sobre trabalho, política e machismo, a atriz também agradece por estar atuando em A Dona do Pedaço.

Em cartaz como a “capataz” Berta de A Dona do Pedaço, a atriz Ana Lúcia Torre fala em entrevista que é um privilégio trabalhar aos 74 anos e ainda comenta sobre Bolsonaro, Fernanda Montenegro e o machismo que está sendo discutido em seu núcleo na novela das oito.

Atriz parceira de Walcyr Carrasco, Ana Lúcia Torre praticamente tem emendados trabalhos na Globo. Ela que saiu recentemente da novela Espelho da Vida no início do ano, já foi escalada imediatamente para fazer uma participação na reta final de A Dona do Pedaço.

Em entrevista ao site UOL, a atriz falou sobre trabalhar sem intervalos na TV: “Comecei minha carreira aos 30 anos. Estou com 74 anos, são 44 de trabalho e espero que venha muito mais. Acho isso um privilégio num país que considera uma pessoa acima de 40 velho. A potencialidade e a calma de vida de uma pessoa de 40 o faz totalmente capacitado. Chegar aos 74 no teatro, cinema, novela… Agradeço todos os dias por isso”.

Parceira de Walcyr Carrasco desde a estreia do autor na Globo em O Cravo e a Rosa em 2000, Ana Lúcia Torre também esteve em outros trabalhos do escritor na casa como: Alma Gêmea, O Outro Lado do Paraíso e Verdades Secretas.

A atriz falou sobre seu personagem, em A Dona do Pedaço: “Tentei fazer uma mulher seca, que cumpre ordens e isso só pode vir de uma pessoa que tem rigidez. Sempre gostei de olhar as pessoas andando. O ser humano é múltiplo. Me baseei nessa rigidez de caráter. No primeiro dia que a personagem foi ao ar, ouvi: ‘Como a senhora está má’. Foi ótimo porque só tinha gravado dois dias.”

Com um núcleo mais pesado, falando de machismo e violência contra mulher, Ana Lúcia, acha mais do que apropriado que esse tema seja debatido em uma novela de sucesso como A Dona do Pedaço: “Acho importante que as novelas toquem em assuntos que são fundamentais como o machismo. Não tem como a gente não tocar nesse assunto, isso tem que ser dito diariamente.”

A atriz também lamenta que sua colega Fernanda Montenegro tenha sido ofendida recentemente pelo presidente da Funarte, Roberto Alvim, apoiador de Bolsonaro e comenta sobre o atual momento político brasileiro: “Nós estamos atravessando uma fase de extremismos, de esquerda e direita. Quando você entra nesse processo ninguém escuta o outro. Hoje nós temos um governo de direita, com pessoas que têm a possibilidade de externar o seu pior porque têm aval do governo. Acho que é uma época de recolhimento, de entender o que está acontecendo para poder dar continuidade. Não tem caminho para mim que não seja através do amor.”

A atriz acredita que sua personagem tenha uma virada em A Dona do Pedaço e que passe a ajudar mais Vivi Guedes contra a violência de Camilo: “Eu, Ana Lúcia, ficaria amiga da Vivi. Mas a Vivi que a Berta conheceu é aquela que já chegou furiosa. Para Berta, ela é voluntariosa e mimada.” 

Tudo indica que Berta passará para o lado de Vivi Guedes e trairá Camilo em A Dona do Pedaço (montagem: TV Foco)
Tudo indica que Berta passará para o lado de Vivi Guedes e trairá Camilo em A Dona do Pedaço (montagem: TV Foco)

 

Ver essa foto no Instagram

 

Maravilhosa Ana Lucia Torre entrando em #ADonaDoPedaço pra nos brindar com seu talento e complicar a vida da @EstiloViviGuedes!!! ❤

Uma publicação compartilhada por Paolla Oliveira (@paollaoliveirareal) em

TV Foco no Youtube

Podcast TV Foco

Sobre o autor

Mozuka Braga

Formado em Publicidade, Rádio e TV e Teatro é um apaixonado pelo mundo do entretenimento, principalmente séries e novelas. Em 2016 também concluiu sua pós em Produção Executiva e Gestão de TV pela FMU.

ANÚNCIO

Conheça nosso Podcast

ANÚNCIO