Esportes

Apresentador discute humilhação de jogador em transmissão da Globo e dispara: “Caímos na armadilha perfeita”

Apresentador Marcelo Barreto comentou caso envolvendo o goleiro Sidão. (Foto: Montagem/Reprodução)
Apresentador Marcelo Barreto comentou caso envolvendo o goleiro Sidão. (Foto: Montagem/Reprodução)

Um assunto que vem gerando bastante debate desde ontem (12) é a entrega do troféu de melhor jogador, feito pela Globo, para o goleiro Sidão, do Vasco, durante a partida do time carioca contra o Santos, pelo Campeonato Brasileiro.

Acontece que Sidão, que já é bastante criticado por torcedores, falhou no jogo, que terminou com a derrota do seu time. Os telespectadores então resolveram fazer uma brincadeira, e na votação de melhor jogador, que é aberta ao público na internet, Sidão acabou sendo o mais votado.

Porém, mesmo com as falhas do goleiro e a clara “zoação” do público ao elegê-lo como o melhor do jogo, a Globo ordenou que a repórter à beira do campo entregasse o troféu ao jogador, algo que gerou um enorme constrangimento e acusações contra a emissora de que ele foi submetido a uma humilhação em rede nacional.

Muitos jornalistas e até Walter Casagrande, comentarista que participou da transmissão da Globo, criticaram a entrega do troféu. E nesta segunda-feira (13), foi a vez de outro apresentador do grupo comentar o ocorrido.

+ Cartunista Maurício de Souza publica foto ao lado do namorado do filho e aparência do rapaz choca seguidores

No programa Redação, do SporTV, Marcelo Barreto abordou o tema e ressaltou que a não entrega do troféu teria sido a decisão mais acertada, mas que a Globo “caiu na armadilha perfeita”. “[O troféu] Deveria ter ido para o Rodrygo, que está se despedindo do Santos, teve uma atuação de gala. Mas essa iniciativa da interatividade acabou se transformando na armadilha perfeita. Ontem, nós do Grupo Globo, caímos na armadilha perfeita. Criamos uma alternativa de interatividade para os jogos transmitidos pela TV Globo e a internet transformou na chamada zoeira”, disse o apresentador, segundo o site UOL Esporte.

“Ontem, cruzou-se uma fronteira importante que nos colocou em uma situação complicada. Foi preciso tomar uma decisão que envolvia um jogador que sabia que havia sido, senão o pior em campo, pelo menos o responsável direto pela derrota do Vasco. Era preciso tomar uma decisão de entregar ou não o troféu”, continuou.

+ Balanço Geral vira carro-chefe da Record e desbanca a Globo em Vitória, Belo Horizonte, Goiânia, Salvador e São Paulo

“Por que eu chamo de armadilha perfeita? Porque a pancada estava preparada. (…) Se não entregar ou não divulgar o resultado, seria acusada de manipuladora. Não tínhamos uma boa escolha para fazer. Talvez tenhamos escolhido a pior das ruins. A outra seria a menos pior, só. Hoje, falando como engenheiro de obra pronta, seria melhor não entregar”, completou Barreto.

Vale lembrar que logo após o ocorrido, a Globo divulgou uma nota pedindo desculpas a Sidão pelo constrangimento provocado, e prometeu alterar a dinâmica da votação para eleger o melhor jogador em campo, agora também contando com votos dos comentaristas.

Saiba tudo o que vai acontecer sobre a nova novelas das 9 da Globo, Amor de Mãe.

TV Foco no Youtube

Sobre o autor

Renan Santos

Atuando também como roteirista de TV e cinema, Renan é redator e colunista do TV FOCO desde 2014, noticiando e criticando o mirabolante e imprevisível universo televisivo e dos famosos.