Globo

GloboNovelas

Ariclê Perez, Walmor Chagas, Leila Lopes e mais; artistas de novelas globais que tiveram um fim trágico

Ariclê Perez, Walmor Chagas, Leila Lopes e mais artistas que tiveram final trágico (Montagem/ Reprodução)
Ariclê Perez, Walmor Chagas, Leila Lopes e mais artistas que tiveram final trágico (Montagem/ Reprodução)

Fim da vida de atores e atrizes de novelas de sucesso da Globo com finais trágicos

A vida dos famosos chama muito atenção do público que acompanha seus respectivos trabalhos, mas o que deixa todos nós tristes, é assistir uma reprise de novela que nos deparamos com muitos atores e atrizes falecidos. Mas nada se compara quando cruzamos novamento o trabalho de um artista que teve um fim trágico.

O caso de Ariclê Perez chama bastante atenção a princípio. Ela que era uma atriz de destaque em variadas tramas da TV Globo, como “Meu Bem, Meu Mal”, “Felicidade”, “Salsa e Merengue” e “Anjo Mau”, Ariclê teve um fim muito solitário. Ela caiu da janela do apartamento onde vivia sozinha, em São Paulo, no dia 26 de março de 2006.

A atriz veterana Ariclê Perez tinha 62 anos e estava com uma forte depressão. Pouquíssimo tempo antes,  ela fez seu último trabalho de destaque e relevancia na minissérie da Globo, “JK”, que retratava a vida do ex-presidente Juscelino Kubitschek.

+Segunda reprise de novela contemporânea, resgata uma Record TV de outros tempos

Outro caso de triste fim, foi da atriz Leila Lopes, uma verdadeira musa da televisão nos anos 1990. Leila destacou em suas qualidades dramáticas em novelas como “Renascer” e “O Rei do Gado”, porém, na madrugada de 3 de dezembro de 2009, a atriz foi encontrada morta na casa em que morava, no Morumbi, bairro nobre em São Paulo.

Leila Lopes tirou a própria vida com veneno de rato, aos 50 anos, constatado pela polícia em perícia realizada na época. A notícia foi uma verdadeira tragédia para o mundo das novelas e dos artistas.

Luiz Maçãs e Flávio Migliaccio tiveram fim de vida marcado por suicídio (Montagem/ Reprodução)
Luiz Maçãs e Flávio Migliaccio tiveram fim de vida marcado por suicídio (Montagem/ Reprodução)



Um ator pouco lembrado, mas com trágico fim, foi Luiz Maçãs, conhecido por trabalhos como “A História de Ana Raio e Zé Trovão”, da Manchete, e “Fera Radical”, “O Salvador da Pátria” e “O Mapa da Mina”, da Globo.

Luiz Maçãs cometeu suicídio em 27 de julho de 1996, com apenas 33 anos. Segundo sua família, que não divulgou maiores informações, ele enfrentava uma depressão. Seu último trabalho foi na minissérie “Engraçadinha” (1995).

Um dos maiores galãs que o Brasil já viu, Walmor Chagas era sinônimo de sucesso garantido. Tanto na televisão como no teatro, Walmor arrancava suspiros das donas de casa. Infelizmente, ele se matou em 18 de janeiro de 2013, aos 82 anos, em sua pousada em Guaratinguetá, município de São Paulo.

Deprimido por estar ficando cego, Walmor Chagas foi encontrado morto por um funcionário da mansão. Ele possuía vestígio de pólvora em uma das mãos.

Veja também

+Vera Fischer garante que ainda tem ‘fogo’ aos 70 anos e enaltece solteirice: “A vida é minha”

O caso mais recente e que gerou comoção nas redes sociais, foi do veterano e carismático, Flávio Migliaccio, que ficou conhecido por participar de tramas globais de relevância como “Pai Herói”, “O Salvador da Pátria”, “Rainha da Sucata” e “A Próxima Vítima”.

Flávio Migliaccio foi encontrado morto em 4 de maio de 2020, aos 85 anos, em seu sítio, no interior do Rio de Janeiro. O veterano global deixou um bilhete diferente, sem falar de morte ou o que pretendia, mas sim, criticando a situação que os idosos vivem e são tratados no Brasil.

VÍDEO YOUTUBE: Ex-funcionária de Xuxa denuncia situação de prostituição

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários