Entrevistas Gugu Liberato

Dani Boy, eterno Guguzinho, revela como era Gugu fora das câmeras e entrega carreira bombástica: “Muito a mostrar”

Dani Boy, o Guguzinho, e Gugu (Foto: Reprodução/Instagram)
Dani Boy, o Guguzinho, e Gugu (Foto: Reprodução/Instagram)

Após se eternizar como Guguzinho na infânia ao lado de Gugu Liberato, Dani Boy se jogou de cabeça em sua carreira na música

Conhecido pelo público como Guguzinho na infância, Dani Boy acumula diversos êxitos em sua carreira na música e na televisão atualmente. No dia em que Gugu Liberato completaria 61 anos, o artista conversou com exclusividade ao TV Foco sobre o luto de ter perdido uma de suas grandes inspirações profissionais e de como conseguiu reerguer sua carreira após ser obrigado pela Justiça a se manter longe dos holofotes.

Você passou muitos anos longe dos holofotes e agora voltou com tudo para firmar seu lugar na música. Houve muito medo de se reapresentar para o público completamente diferente daquele garotinho que fazia sucesso aos domingos na TV?

Dani Boy: Medo não, bem pelo contrário, tinha era muita expectativa em mostrar ao público o que aprendi durante os anos que precisei ficar nos bastidores. Acredito que hoje o Dani Boy tem muito a mostrar não só como artista, mas também como o empresário da própria carreira, já que hoje eu planejo e executo todas as etapas do meu trabalho artístico.

E o público sempre lembra daquele Dani Boy menino com muito carinho, querendo saber e acompanhar o trabalho atual. O que eu sinto é que as pessoas esperaram para ver esse crescimento e amadurecimento do Dani Boy, e isso faz com que elas me recebam com o mesmo carinho da época que me viam todos os domingos na TV.

Em algumas entrevistas você chegou a dizer que não teve mais tanto contato com o Gugu nos últimos anos. Como foram os raros últimos momentos que vocês tiveram juntos?

Dani Boy: Na verdade não tínhamos tanto contato nem no período em que eu fiquei no programa. O Gugu era um cara mais na dele, mais reservado. Nosso contato era mais nos palcos, durante os programas. O que guardarei pra sempre com muito orgulho e carinho é a forma com que ele sempre me recebeu ao palco, o carinho e o respeito que ele me apresentou pro Brasil.

Nosso último contato foi dois dias antes a fatalidade. Entrei em contato com ele para pedir um vídeo me desejando boa sorte para o lançamento do meu primeiro DVD, o projeto principal da minha carreira até este momento. Eu estava reunindo junto com a minha equipe depoimentos de pessoas que fizeram parte da minha carreira e ele com certeza estava na minha lista. Ele ficou de fazer a barba e disse que mandaria em alguns dias. Dois dias depois chegou a notícia do acidente e de todo o acontecido.

Faz 4 meses que o Gugu partiu. O que você tem feito para conseguir superar o luto e seguir adiante com a sua carreira?

Dani Boy: Desde o dia em que fui me despedir dele na Assembleia, todos os dias que penso nele é sempre da alegria que ele sempre me recebeu e de todos os sonhos que ele me proporcionou realizar! Ele com toda certeza me ajudou a escrever um capítulo fundamental da minha história, da minha carreira.

Quais são as maiores lembranças da sua infância? Foi muito difícil ter que deixar o programa?

Dani Boy: Minhas lembranças vão de Silvio Santos ao Van Damme, eu lembro de muitos momentos e sonhos que realizei, principalmente de conhecer pessoas que eu assistia na TV e que, na minha casa, eu brincava ser. Antes de ir para a TV, eu trabalhava de palhaço na porta das lojas da cidade que eu morava e em casa, na sala, brincava de ser cantor, imitava meu padrinho Daniel, o Zezé, Leonardo, Chitaozinho e Xororó… Era demais poder encontrar com essa galera durante os domingos e vê-los cantando, bem ali na minha frente!

E sem dúvidas, eu fui o maior explorador das instalações do SBT, em cada intervalo de VT que passava durante o Domingo Legal, eu corria para brincar nos cenários dos outros programas que gravavam durante a semana. Filó, Ratinho, Casa dos Artistas e Disney CRUJ foram os lugares que mais brinquei! Brincava no estúdio da Tele Sena também, já fui pego no flagra pelo Silvio, enquanto chutava as bolas que ficavam no globo do sorteio. (risos) São muitas lembranças incríveis, que enchem meu coração de alegria. Foram bons tempos!

+ Dani Boy, eterno Guguzinho, entrega tudo o que viveu com Gugu na infância e exige fim de escândalo

Embora eu fosse criança e não tivesse tanta noção do que aconteceu, ter que sair do SBT na época eu estava no Domingo Legal, com um quadro na A Praça é Nossa e apresentava o Sábado Animado junto com o Xaropinho, e ter que cancelar os contratos com a Warner Music, que na época era minha gravadora, me deixou muito triste. Eu sempre quis ser artista e cantor, e ter que deixar de fazer o que sempre sonhei, foi sim algo que me deixou triste por um período, mas que depois foi substituído pela vontade de querer mais.

Aprender mais sobre o mercado da música e tudo que faz dos meus ídolos artistas incríveis para fazer uma volta legal aos meus fãs e admiradores do meu trabalho. Hoje eu sinto que aquilo foi uma pausa, para que eu pudesse me preparar ainda mais.

Como foi a repercussão do lançamento do Studio Sessions? Tem música nova vindo por aí?

Dani Boy: O DVD DANI BOY STUDIO SESSIONS é o trabalho que eu fiz para concretizar meu trabalho como cantor e compositor. É um álbum que comemora meus 22 anos de carreira. No DVD as pessoas poderão conhecer quem é o Dani Boy como cantor e compositor. É um álbum que preparei com a minha verdade, com meu jeito de falar de amor; das 8 músicas, 7 são minhas.

Os produtores musicais, Bruno Moura e Lucas Cavalcante, são amigos muito próximos e por essa liberdade, conseguimos nos entender perfeitamente bem a ponto de colocar toda a verdade do Dani Boy em um projeto tão importante que é meu primeiro DVD, o projeto oficial da minha volta aos palcos e um projeto que estou podendo mostrar as pessoas que me acompanham o quanto aprendi nesses anos.

Esse projeto tem tanto de mim que eu fiz a direção de filmagem, a edição de todos os vídeos e toda a parte gráfica que envolve as campanhas de lançamento. Hoje, além de cantar, tenho uma agência de posicionamento digital e produção de conteúdo chamada Ponto Com Music, então os resultados estão MUITO além do que eu podia imaginar, o tempo todo em minhas redes é só carinho, está sendo incrível reencontrar pela internet com a galera que me acompanha desde os tempos de Domingo Legal.

E no dia 09 teve lançamento de música nova, quero apresentar essa história maneira pros leitores do portal TV O FOCO. “SOU EU QUEM MANDO AQUI” é uma das minhas composições preferidas.

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Paulo Vito

Paulo Vito é um jornalista que trabalha com celebridades desde 2017 e admira tudo o que envolve o mundo dos famosos e da televisão. Está sempre de olho no que acontece nas redes sociais e faz questão de prestar atenção nas polêmicas e novidades!