Celebridades

Celebridades

Dedé Santana expõe que já virou morador de rua e dormiu na praia: “Grana acabou”

Dedé Santana revela falência e que chegou morar nas ruas
Dedé Santana revela falência e que chegou morar nas ruas (Reprodução/ YouTube)

Dedé Santana contou sobre situação difícil que viveu no início de sua carreira

O humorista Dedé Santana, conhecido por ser o ‘escada’ do programa “Os Trapalhões”, da Globo, é um grande ícone do humor nacional. Fazendo inicialmente dupla com Renato Aragão, o eterno Didi, eles acabaram conquistando um enorme sucesso no país.

Após alguns anos, a dupla de comediantes se juntou a Mussum e Zacarias e o sucesso da televisão foi para o cinema brasileiro, despontando nas maiores bilheterias entre as décadas de 1980 e 1990. Mas Dedé afirma que seu início não foi nada fácil na vida pessoal.

Dedé Santana concedeu uma entrevista a um podcast e revelou das dificuldades enfrentadas por ele no começo de sua tragetória no meio artístico. Palhaço de circo desde menino, ele foi ao Rio de Janeiro em busca de oportunidades.

Dedé Santana aos 85 anos e estabilizado em sua carreira, que durante os anos teve seus altos e baixos, hoje desfruta da comodidade e, claro, não se vê parando de trabalhar. Mas quando ele chegou no Rio de Janeiro, nos anos 1960, ele não tinha quase nada e, em pouco tempo, acabou com as reservas financeiras que possuia.

+Viúva de Domingos Montagner revela proximidade do marido com Camila Pitanga: “Contato que tiveram”

Dedé Santana contou detalhes de sua vida morando nas ruas em podcast
Dedé Santana contou detalhes de sua vida morando nas ruas em podcast (Foto: Reprodução)

Dedé Santana ficou sem saída e acabou vivendo por um período em situação de rua. Sem ter onde dormir, acabou ficando ao relento nas praias de Copacabana, onde ele disse que dormia de dia, e de noite ficava acordado, com medo de sofrer as consequências na dura vida de morador de rua.

Veja também

Dedé contou que quem tirou ele das ruas foi o funcionário de um teatro, que lhe estendeu a mão e faz parte de sua história de vida vitoriosa. “Eu achei que estava com muito dinheiro, mas a grana acabou. Aí comecei a dormir na praia, tomava cafezinho e tal. Aí fiz amizade com um cara que fazia a limpeza no teatro e ali eu contei minha história. Eu comecei a ajudar ele e ele dividia a comida comigo. Foi quando eu pedi pra dormir no teatro”, disse o humorista.

Dedé Santana ainda detalhou como foi crescendo com as oportunidades que lhe foram dadas. “Depois, ele foi me apresentar ao pessoal e comecei a entregar café, virei o office boy. Um dia faltou o ator principal e eu disse que eu fazia aquele papel… Aí eu não parei mais, mas foi difícil. Eu estava passando fome. Estava tomando café com pão sem manteiga”, revelou o comediante.

+Zezé Di Camargo revela o que Leonardo fez com ele, detona em podcast e entrega que foi roubado: “Culpado”

Logo após, Dedé Santana acabou encontrando Didi, foramaram a dupla de sucesso e, mais adiante, veio o tremendo sucesso dos “Trapalhões. Hoje em dia, depois de muitos programas de sucesso na Globo e SBT, apoiado pelo amigo Beto Carreiro desde sempre, Dedé vive a velhice realizando o seu sonho de vida: Dono de um circo que mistura cinema, teatro e humor e faz turnê por todo Brasil.

FALIDO

Em 2017, segundo o colunista Leo Dias, a situação financeira de Dedé Santana estava indo de mal a pior. O jornalista escancarou que o humorista teve sua falência decretada, tendo que contar com a boa vontade de parentes, amigos e admiradores, para conseguir se manter.

Sem dinheiro para pagar o próprio plano de saúde, Leo Dias expôs que o ex-global recebeu ajuda do ex-companheiro dos Trapalhões, Renato Aragão. Inclusive Dedé relatou na época: “Renato não me emprestou. Me deu.”

VÍDEO YOUTUBE: TRAIÇÃO- Famosa atriz da Globo com ator CASADO com apresentadora; ela descobriu

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários