Colunas Foco na TV

Em 1996, Renato Aragão ameaça abandonar a Globo e fazer nova versão de Os Trapalhões com Quico

Renato Aragão ameaçou deixar a Globo em 1996. (Foto: Divulgação)
Renato Aragão ameaçou deixar a Globo em 1996. (Foto: Divulgação)

Uma das principais estrelas do humor da Globo, Renato Aragão quase deixou a emissora há 24 anos

Nos últimos anos, a Globo vem surpreendendo muita gente ao colocar na “geladeira” algumas das suas principais estrelas, incluindo Renato Aragão e Xuxa — que acabou se transferindo para a Record, em 2015.

O eterno Didi, no entanto, segue fora do ar e sem novos projetos em vista na Globo, mas já vinha perdendo espaço na emissora carioca há algum tempo, ao ponto de quase deixar o canal, em 1996.

Após a morte de Mauro Faccio Gonçalves e de Antônio Carlos Bernardes Gomes, intérpretes do Zacarias e de Mussum, respectivamente, Os Trapalhões perdeu força, e em 1995, foi cancelado pela Globo, que passou a exibir apenas reprises da série.

+ Depois de quase rejeitar Chaves, Silvio Santos planejou versão brasileira da série no SBT

Renato Aragão, então, ficou sem muita função na emissora. O humorista não escondia sua insatisfação com a falta de espaço, e revelou que diante da situação, estava cogitando deixar a Globo após quase 20 anos.

“De repente, a gente vira móveis e utensílios, e isso está me incomodando”, disparou o humorista na época. “Vou para onde tenha melhores condições de trabalho e possa experimentar alguma novidade”, completou.

+ Nos anos 1980, Globo cria veto contra artistas e causa desabafo histórico de Silvio Santos em programa

Renato estava na mira de duas emissoras, sendo que uma delas era o SBT. A estrela vinha planejando um novo programa humorístico, desenvolvido como um projeto independente, que seria uma espécie de novos Trapalhões, com a participação de Beto Carrero (1937-2008) e Dedé Santana.

Carlos Villagrán, o Quico, recebeu convite para estrelar humorístico ao lado de Renato Aragão. (Foto: Divulgação)
Carlos Villagrán, o Quico, recebeu convite para estrelar humorístico ao lado de Renato Aragão. (Foto: Divulgação)

A grande novidade desse projeto seria a participação de ninguém mais ninguém menos que Carlos Villagrán, intérprete do Quico na série Chaves. Em 1997, em meio ao auge do sucesso da série no SBT, o mexicano decidiu fazer uma visita ao Brasil, onde também participaria de uma turnê de 45 dias com um circo pelo interior de São Paulo.

“Quico” participou do Jô Soares Onze e Meia, talk show comandado por Jô Soares no SBT, conheceu Nelson Machado, seu dublador no Brasil, e agitou a mídia durante sua passagem pelo país.

+ Nos anos 1990, Globo recorre a Réveillon com Faustão e apela para strippers e mulheres molhadas

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo na época, o empresário de Villagrán, Hugo Cortéz, revelou que ele havia recebido um convite para participar dessa nova versão de Os Trapalhões. O próprio Villagrán não descartou a proposta e se mostrava animado com a oportunidade de trabalhar na televisão brasileira: “Se houver alguma proposta, terei muito prazer em voltar à TV”.

Porém, diferentemente do ocorreria com Xuxa, a Globo não estava disposta liberar Renato Aragão para a concorrência. Assim, após as reclamações, a emissora decidiu dar novas oportunidades ao humorista.

+ Lista negra da Globo: descubra os famosos que estão proibidos de pisar na emissora

No final de 1997, a estrela ganhou uma nova atração, intitulada Renato Aragão Especial (que foi exibido até 1999), e no ano seguinte, estrelou um novo humorístico, A Turma do Didi, que ficou no ar até 2010, e que convenceu o veterano a permanecer na emissora até hoje, mesmo voltando a perder espaço nos últimos anos.

Um remake de Os Trapalhões só seria realizado pela Globo em 2017, mas apenas como um especial que contou com a participação do próprio Renato Aragão e de Dedé Santana. O projeto, no entanto, não vingou, e foi o último trabalho fixo do humorista na TV até agora.

O curioso é que anos mais tarde, mais precisamente em 2005, o SBT levou ao ar o humorístico Dedé e o Comando Maluco, produzido em parceria com Beto Carrero, e que pode ter sido base da antiga ideia pensada em conjunto com Renato Aragão.

TV Foco no Youtube

Sobre o autor

Renan Santos

Atuando também como roteirista de TV e cinema, Renan é redator e colunista do TV FOCO desde 2014, noticiando e criticando o mirabolante e imprevisível universo televisivo e dos famosos.