Colunas Foco na TV

Em 2006, Globo apela e escandaliza público com Ana Paula Arósio nua e relato sexual de mulher em novela

Ana Paula Arósio e Edson Celulari formaram um casal na novela da Globo. (Foto: Divulgação)
Ana Paula Arósio e Edson Celulari formaram um casal na novela da Globo. (Foto: Divulgação)

Globo escandalizou os espectadores ao exibir cena ousada e depoimento real de mulher sobre experiência sexual na novela Páginas da Vida

Até o final dos anos 1990, a televisão brasileira não tinha muito pudor ao apelar para nudez e erotismo em algum programa ou novela, visando alavancar os seus índices de audiência em meio a uma intensa guerra por audiência. Folhetins da Globo e até programas dominicais, em plena tarde, como o Domingão do Faustão (com o famoso episódio do sushi erótico) e o Domingo Legal (com a clássica Banheira do Gugu) usavam suas artimanhas nesse sentido.

Porém, já em 2006, o público se surpreendeu quando a emissora carioca decidiu apelar para a nudez e o erotismo extremo em uma novela do horário nobre: Páginas da Vida, que rendeu grande polêmica na época.

+ Por que Éramos Seis fracassa na Globo e ainda não repete sucesso da versão do SBT?

Em 13 de julho daquele ano, ainda em sua semana de estreia, a novela escrita por Manoel Carlos exibiu uma das cenas mais ousadas da história dos folhetins brasileiros. Na sequência em questão, Olívia e Silvio, personagens vividos por Ana Paula Arósio e Edson Celulari, apareciam no maior romance, curtindo a noite de núpcias. O clima então esquenta, e a personagem, ainda com seu véu de noiva, protagoniza um strip-tease, até aparecer completamente nua diante das câmeras.

A cena deu o que falar e deixou o Ministério da Justiça atento, sob a ameaça de reclassificar Páginas da Vida. O folhetim ia ao ar na faixa das 21h, com a classificação de 14 anos, mas diante das cenas quentes, com direito a nudez completa, a Globo poderia ser obrigada a exibir a trama a partir das 22h e como imprópria para menores de 16 anos.

Ana Paula Arósio e Edson Celulari protagonizaram cena polêmica na novela da Globo. (Foto: Montagem/Reprodução)
Ana Paula Arósio e Edson Celulari protagonizaram cena polêmica na novela da Globo. (Foto: Montagem/Reprodução)

O órgão alertou a emissora, mas não chegou a reclassificar o folhetim, que ainda assim investia em cenas mais quentes, protagonizadas principalmente por Sandra, personagem sensual interpretada por Danielle Winits.

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo na época, o autor Manoel Carlos, que sempre investiu no realismo em suas tramas, rebateu as acusações de que estava apelando com o erotismo extremo em Páginas da Vida. “Considero que estou plenamente dentro dos limites, sem a intenção de causar polêmica. Existem cenas fortes, mas sem vulgaridade. Como em todas as novelas, há quem se incomode e reclame, o que é um direito de todos. Respeito essas opiniões”, disse.

+ Éramos Seis, Carrossel ou Chiquititas? Descubra qual é a melhor novela da história do SBT

Porém, as polêmicas em relação à novela estavam apenas no início. O folhetim da Globo costumava exibir, no encerramento dos seus capítulos, depoimentos reais de pessoas que relatavam alguma experiência marcante na sua vida. E apenas dois dias após a controversa cena do strip-tease, no dia 15 de julho, a novela exibiu o depoimento de uma babá que escandalizou o público.

Nele, Nelly dos Santos, de 68 anos, relatou, sem muito pudor, o seu primeiro orgasmo, que ocorreu aos 45. “Esse negócio de as pessoas dizerem que tem de gozar junto, no mais popular, que tem de gozar junto e que é isso que faz neném… quer dizer… Isso é tudo mentira. Porque eu fiquei dos meus 14 aos 45 anos sem saber o que era isso. Para mim era tudo normal: o homem terminava, eu terminava também”, iniciou a mulher.

+ Ninguém quer? Por que o BBB com famosos pode se tornar um dos maiores fiascos da Globo

“Só com os 45 anos eu ganhei… eu fazia coleção de discos de Roberto Carlos, eu ganhei um LP que tinha a música ‘Côncavo e Convexo’, não sei se saiu direito, ‘Côncavo e Convexo’. Então eu botei a vitrola, que era daquelas antigas, e fui dormir. E simplesmente, gente, quando eu acordei, eu estava com a perna suspensa e a calcinha na mão, e toda babada”, continuou.

“Aí foi que eu comecei a comentar com as amigas. Falaram assim: ‘Poxa, você gozou’. Aí que eu vim saber o que era o gozo. Moral da história: eu sou uma pessoa com 68 anos que o homem para mim não faz falta. Eu mesma dou o meu jeito”, completou.

Babá Nelly dos Santos em depoimento de Páginas da Vida. (Foto: Reprodução)
Babá Nelly dos Santos em depoimento de Páginas da Vida. (Foto: Reprodução)

O depoimento cru e sincero da mulher chocou e até constrangeu parte do público. A repercussão foi tão negativa, que Nelly chegou a perder o seu emprego como babá. A mulher, no entanto, não deixou barato e decidiu processar a Globo.

Nelly teria recebido R$ 300 para realizar o depoimento, e afirmou que gravou uma entrevista de cerca de 90 minutos, onde contou sobre vários aspectos de sua vida, mas que a produção de Páginas da Vida decidiu exibir apenas o trecho onde ela relata seu primeiro orgasmo.

+ Vencedor definido? Descubra se realmente existe manipulação da Record em A Fazenda

A Globo afirmou que Nelly autorizou a veiculação de todo o depoimento, mas admitiu que houve um excesso ao dar destaque ao trecho em questão, e passou a acompanhar de perto todos os depoimentos reais que seriam gravados e exibidos na novela. “A TV Globo reconhece que houve um excesso e a direção da empresa solicitou que, a partir de agora, todos os depoimentos sejam acompanhados de perto pela área de Controle de Qualidade”, disse a emissora através de nota na época.

A babá ficou cerca de um mês desempregada, mas participou de alguns programas, como o A Tarde é Sua, da RedeTV!, e lá recebu a notícia de que poderia trabalhar na escola de samba Imperatriz Leopoldinense, no Rio de Janeiro.

Em 2008, a Globo chegou a ser condenada em primeira instância pela Justiça a exibir na íntegra o depoimento gravado por Nelly, sob pena de multa de até R$ 50 mil. A emissora, no entanto, recorreu da decisão.

+ Crise na Globo? Descubra os motivos por trás da misteriosa saída de grandes estrelas da emissora

Páginas da Vida foi a antepenúltima novela de Manoel Carlos, que se aposentou dos folhetins em 2014, após o fracasso histórico com Em Família. Apesar das polêmicas, a trama foi um sucesso de audiência, com uma média geral de 47 pontos, e chegando a dividir o Troféu Imprensa de melhor novela de 2006 com Belíssima, outro grande êxito da Globo.

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Renan Santos

Atuando também como roteirista de TV e cinema, Renan é redator e colunista do TV FOCO desde 2014, noticiando e criticando o mirabolante e imprevisível universo televisivo e dos famosos.