Celebridades

Celebridades

Falência? Amado Batista, famoso cantor, tem notícia e fazenda de 350 milhões acaba indo à venda; veja fotos

Amado Batista vende fazenda por R$ 350 milhões (Foto: Reprodução)
Amado Batista vende fazenda por R$ 350 milhões (Foto: Reprodução)

Após o anúncio da venda, muitos rumores afirmando que Amado Batista estava falido começaram a circular

Conhecido nos quatro cantos do país por seus sucessos musicais, o cantor Amado Batista está se desfazendo de alguns dos seus bens milionários em meio à pandemia de Covid-19. Há quase dois meses, o sertanejo anunciou uma de suas fazendas no Portal Compre Rural, e finalmente conseguiu vender o imóvel.

Localizada no município de Cocalinho, Mato Grosso, o local foi vendido por nada menos que R$350 milhões. Segundo as informações do site Movimento Country, um grande grupo do agronegócio fechou o negócio com o artista de 70 anos, principalmente pelas proporções de terra e o luxo do ambiente.

O fato é que na fazenda que até pouco tempo era de Amado Batista, há uma casa com capacidade para dezenas de funcionários, além de churrasqueira, quatro pistas de pouso de avião, campo de futebol e lagos para pesca.

Vale destacar que muitos rumores surgiram após o anúncio da propriedade. De acordo com alguns internautas, o motivo para o cantor se desfazer do bem foi falência, já que a paralisação dos shows por conta do isolamento social não lhe trouxe nenhuma rentabilidade.

Fazenda de Amado Batista - Foto: Reprodução
Fazenda de Amado Batista – Foto: Reprodução

MULTA

Veja também

Por outro lado, há quem diga que o suposto motivo da venda foi uma multa milionária que Amado Batista recebeu do IBAMA por desmatamento, alguns anos atrás. Independente de qual seja o real motivo para se desfazer da fazenda, o fato é que o cantor agora está montado na grana.

Fazenda de Amado Batista – Foto: Reprodução

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários