Situação tensa

Falência, venda colossal à Gol e terror com aviões: O fim decadente de 3 companhias aéreas no Brasil


Falência e logo da Gol (Reprodução - Internet)

O fim decadente de 3 companhia aéreas, inclusive uma que teve que ser vendida à Gol

Três grandes companhias aéreas, sucesso no Brasil, decretaram falência e precisaram fechar as portas, uma inclusive foi vendida para a Gol.

Essas três companhias aéreas eram extremamente famosas, mas, a falta de recurso, crise e problemas financeiros fizeram com que essas empresas tivesses problemas para se manter ativas.

O QUE ACONTECEU COM A VARIG?

Primeira companhia aérea que falaremos será a varig, de acordo como Estado De Minas, Fundada em 1927, a Viação Aérea Rio-Grandense (Varig) chegou a ser a principal companhia do Brasil e uma das maiores do mundo.

Criada pelo alemão Otto Ernest Meyer, a expansão da empresa aconteceu nos anos 1940 com voos internacionais na América do Sul. Em 1955, surgiram os voos para os Estados Unidos.
A companhia aérea se destacava pela qualidade do atendimento ao passageiro, que chegou a ser premiado como o melhor do mundo em 1979 pela revista americana “Air Transport World”.

Porém, a partir da década de 1990, a Varig começou a ter prejuízo em seu balanço financeiro após a entrada, no país, de novas companhias estrangeiras. No início dos anos 2000, o crescimento da TAM e a entrada em operação da GOL no mercado acirraram a concorrência na aviação doméstica.

Em 2005, a companhia entrou em recuperação judicial e, dois anos depois, foi vendida para a GOL. A falência da Varig foi decretada em 2010.

O que aconteceu com a VASP?

Outra companhia aérea que entrou em Falência foi a VASP, que enfrentou dificuldades logo no início e, em 1935, foi estatizada pelo governo de São Paulo. Na década de 1990, ela foi novamente privatizada.

Veja também

O empresário Wagner Canhedo promoveu uma grande expansão internacional, com voos para a Ásia, Estados Unidos, Canadá e Europa, além de comprar empresas estrangeiras.

Esse crescimento, porém, foi muito maior que a capacidade da empresa. Em crise financeira, ela atrasou pagamentos e colocou em risco até a manutenção dos aviões. Alguns chegaram a ser proibidos de voar. A situação se agravou e, em 2005, a companhia teve sua autorização de operação cassada e deixou de voar. Três anos depois, a falência foi decretada.

O que aconteceu com a TransBrasil?

Criada originalmente em 1955 com o nome de Sadia Transportes Aéreos, a empresa surgiu para transportar carne fresca de Santa Catarina para São Paulo. Com o sucesso da atividade, em 1961, a Sadia comprou a Transportes Aéreos Salvador, ampliando sua participação no mercado aéreo nacional.

A mudança de nome para Transbrasil veio em 1973. A empresa se consolidou como uma das mais importantes do país até a década de 1980, quando o Brasil enfrentava crises financeiras que afetaram o setor. O dono da empresa, Omar Fontana, chegou a entrar na justiça contra o governo e a Transbrasil sofreu uma intervenção federal. Quando retomou o controle, Fontana encontrou uma empresa ainda mais debilitada.
Nos anos 1990, a companhia apostou em voos internacionais para se recuperar, mas a situação não melhorou. Em dezembro de 2000, com a morte de Omar Fontana, a crise na empresa se agravou. Um ano depois, a companhia teve sua falência decretada, a pedido da General Electric Capital Corporation, que disse não ter recebido o pagamento de uma dívida de US$ 2,6 milhões, referente a aluguéis de aviões e turbinas.

🚨 Atacado de gigolô e DETONADA por Ana Maria, Davi process@ sem dó + Silvia Abravanel culpa Helen Ganzarolli por fim de noivado    

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo do TvFoco

TV FOCO

📺 Tudo sobre TV e Famosos que você precisa saber.

@tvfocooficial

SEGUIR AGORA

Prazer, sou Bruno Zanchetta, formado em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo. O Jornalismo é a minha vida e está presente nas 24 horas do meu dia.Faço matérias diversas sobre carros luxuosos, veículos impressionantes e até sobre coleções curiosas Email: [email protected]