Colunas

Colunas

Nem jornalismo salva: Globo, SBT e Record recorrem às novelas para saírem de buraco

Silvio Santos voltou ao Brasil e tem gerado expectativas de mudanças no SBT
Silvio Santos (Foto: Divulgação/SBT)

Na coluna de hoje falaremos sobre a overdose de novelas nas grades da Globo, SBT e até a Record, que disponibilizaram novos horários às tardes

O SBT anunciou na sexta-feira (29) que planeja colocar uma faixa de novelas infantis – que são sua especialidade –  durante o início das tardes. A Globo tomou atitude parecida há alguns meses, quando colocou “O Cravo e a Rosa” (2000) para destruir a Record, que encostava em sua audiência com o “Balanço Geral SP”.

Há um tempo, somente o “Vale a Pena Ver de Novo” exibia folhetins durante o início da tarde, com sucessos antigos que emplacavam novamente em suas reprises. A Record aderiu à tática com exibição de suas tramas entre o “Balanço Geral” e o “Cidade Alerta”, mas apenas “A Escrava Isaura”, reprisada em 2020, atingiu bons números até agora.

O SBT aderiu à tendência e agora pode colocar suas novelas infantis para competir com a nova faixa de reprises da Globo, que além do “Vale a Pena” também exibe grandes sucessos das 18h depois do “Jornal Hoje”. A tendência é que os amantes de folhetins consigam se espalhar e assistir as tramas que mais se identificam na TV aberta.

O problema é que a televisão se apoiou na exibição de novelas para conseguir salvar sua grade. Telejornais vespertinos, programas de variedades e até a fofoca pararam de surtir efeito nos últimos anos e a audiência tem afundado cada vez mais alguns canais, como é o caso do “Fofocalizando”, que respira com a ajuda de aparelhos.

“Pantanal” só ressuscitou o horário nobre porque o investimento milionário na produção e as chamadas majestosas foram simplesmente impecáveis. A Globo se viu na necessidade de reverter o fracasso de “Um Lugar ao Sol” e colocou no ar uma trama que sabia que teria repercussão e que despertaria a curiosidade do público.

Veja também

Já existem piadas nas redes sociais se espalhando por causa da decisão de Silvio Santos em colocar mais uma novela em sua grade. Além das três tramas mexicanas, existirá a nova faixa, além do folhetim do horário nobre, que atualmente é representado por “Poliana Moça”.

Silvio Santos já até escolheu quais novelas quer em sua nova faixa de novelas durante as tardes: “Carrossel”, “Uma Rosa Com Amor” e “A História de Ana Raio e Zé Trovão”, da Manchete.

FALTA DE PRODUÇÕES DE ENTRETENIMENTO

Existe uma falta de oferta para o público que quer acompanhar outros tipos de programa, mas as emissoras entenderam que enquanto uma nova atração que atenda às expectativas dos telespectadores não surge, a melhor solução é colocar novelas no ar. O problema é que já existe uma overdose do formato atualmente.

VOLTA DE PROGRAMAS DO PASSADO

Uma boa alternativa seria reviver alguns programas que tiveram muita repercussão no passado e que acabaram por falta de audiência, como o “Vídeo Show” e o “Programa da Tarde”, da Record, que até hoje tem momentos icônicos repercutindo na internet. Tudo isso, claro, renovado e com muito apelo popular.

Ana Raio e Zé Trovão retornará no SBT (Foto: Reprodução)
“A História de Ana Raio e Zé Trovão” terá reprise no SBT (Foto: Reprodução/Manchete)

VÍDEO YOUTUBE: Reviravolta! Ana Maria é cortada na Globo + Fim do SBT com baixa audiência

Assuntos

GloboNovelasSBT

Quem escreve

Paulo Vito

Paulo Vito é um jornalista que trabalha com celebridades desde 2017 e admira tudo o que envolve o mundo dos famosos e da televisão. Está sempre de olho no que acontece nas redes sociais e faz questão de prestar atenção nas polêmicas e novidades!

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários