Gusttavo Lima

Gusttavo Lima

Gusttavo Lima, após faturar 100 milhões em poucas horas, tem nome exposto em escândalo com prisão: “13”

Gusttavo Lima tem nome exposto em escândalo com prisão (Foto: Reprodução)
Gusttavo Lima tem nome exposto em escândalo com prisão (Foto: Reprodução)

Gusttavo Lima lima foi envolvido em um escândalo daqueles

Um dos maiores cantores sertanejos de todos os tempos e embolsando o maior cachê, Gusttavo Lima voltou a realizar shows recentemente. Porém, da mesma forma que todos os outros artistas, o famoso vem cumprindo as recomendações das organizações de saúde e exigindo que o público seja vacinado contra a Covid-19.

Entretanto, mesmo com a série de avisos, o pai de Gabriel e Samuel, de 4 e 3 anos, respectivamente, enfrentou uma situação embaraçosa envolvendo a polícia em uma de suas apresentações. O fato é que ele viu 13 pessoas serem presas por falsificação de testes RT-PCR para conseguirem acompanhar o show.

Segundo o site Portal da Cidade, de Foz do Iguaçu, local onde aconteceu a apresentação de Gusttavo Lima, mais de 2 mil pessoas estavam no espetáculo. Após serem detidos, os falsificadores de testes foram levados pela Guarda Municipal até a Delegacia da Polícia Civil.

Por conta da pandemia, em eventos para mais de 500 pessoas é obrigatória a mostragem de testes RT-PCR que tenham sido realizados há 48 horas. Assim, é possível acompanhar resultados confiáveis sobre quem está ou não com sintomas da Covid-19.

GANHANDO MILHÕES

Veja também

Enquanto as polêmicas no show do cantor vem causando reboliços, o artista não para de crescer e segue aumentando os negócios fora dos palcos. Para se ter uma breve noção, no fim de 2021, o cantor faturou horrores e embolsou R$ 100 milhões em apenas 12 horas, após colocar franquias do ‘Frigorífico Goiás’, do qual é sócio, à venda.

Gusttavo Lima
Gusttavo Lima (Foto: Reprodução / Instagram)

VÍDEO YOUTUBE: Juliette RESPONDE Samantha Schmütz após ser humilhada: "SOU SIM"

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários