Celebridades

Herança maldita: Valores chocantes deixados por Flavio Migliaccio, Agnaldo Timóteo e Louro José: “33 milhões”

Valores chocantes deixados por Flavio Migliaccio, Agnaldo Timóteo e Louro José (Foto: Reprodução)
Valores chocantes deixados por Flavio Migliaccio, Agnaldo Timóteo e Louro José (Foto: Reprodução)

Herança maldita: Valores chocantes deixados por Flavio Migliaccio, Agnaldo Timóteo e Louro José: “33 milhões”

Heranças deixadas por grandes famosos acabam, muitas vezes, expondo uma verdadeira guerra familiar em busca dos direitos sobre os bens e os valores milionários.

Flavio Migliaccio, famoso por interpretar o “Tio Maneco” em “Aventuras do Tio Maneco”, morreu há cerca de um ano e desde então a família tem brigado na justiça para receber uma fortuna de 33 milhões de reais. Ainda em vida, o ator já lutava pela fortuna.

É que ele tinha direito à uma indenização da extinta TVE, por conta da destruição das fitas de rolo da série em que estrelou. A emissora perdeu o acervo e com isso, o ator perdeu o lucro referente à produção, por ser impossibilitado de reexibir o material. Após sua morte, a família assumiu a briga e ficou decidido que o ator deveria receber 33 milhões de reais, de acordo com o site Notícias da TV.

Família de famosos expõe briga por herança na mídia

Agnaldo Timóteo (Foto: Reprodução)
Agnaldo Timóteo (Foto: Reprodução)

Agnaldo Timóteo morreu aos 84 anos de idade no último sábado, 03 de abril, depois de ter ficado 17 dias internado. Ele foi levado ao hospital devido a complicações da Covid-19, doença causada pelo novo Coronavírus.

Depois da morte do cantor, aliás, começaram a surgir boatos de que Agnaldo Timóteo teria deixado uma fortuna no valor de quinze milhões de reais, o que foi negado pela família.

No entanto, segundo matéria do Cidade Alerta, programa da Record, o artista teria deixado para trás uma fortuna avaliada em quinze milhões de reais em um testamento feito 25 dias antes de morrer.

De acordo com o programa da emissora de Edir Macedo, o dinheiro foi deixado para Keyty Evelyn, de 14 anos, sua filha adotiva, e outros parentes. No entanto, o representante da família diz não ter conhecimento sobre a tal fortuna.

O Louro José

Cybelle Hermínio e Tom Veiga (Imagem: Montagem)
Cybelle Hermínio e Tom Veiga (Imagem: Montagem)

A morte de Tom Veiga também causou muito entre os familiares do eterno Louro José. Ao Domingo Espetacular, duas ex-esposas de Tom falaram sobre os relacionamentos conturbados.

Cybelle Hermínio, terceira e última mulher de Tom Veiga, falou sobre seu nome constar na metade dos bens do artista no testamento do famoso. Três dias antes do seu falecimento, áudios mostram uma conversa do intérprete do Louro José onde Tom teria manifestado a um amigo a vontade de tirar Cybelle do testamento. A empresária, no entanto, diz que a vontade havia partido do próprio marido. “O testamento partiu do Tom, porque ele sempre soube os filhos que tinha.”, revelou.

Porém, conversas ainda mostravam agressões que Tom Veiga teria sofrido de Cibelly, o que teria culminado na separação do casal. “Eu apanhei igual um cachorro e fui posto para fora da minha casa sem um real no bolso”, relatou o artista a familiares. O depoimento da empregada de Tom também afirma as agressões.

Alessandra, também ex-esposa de Tom Veiga, revelou que o artista não queria se expor e tinha vergonha das agressões de Cybelle. “Ele tinha vergonha, como ele vai fazer um boletim de ocorrência? Ele pediu para não contar para ninguém. Ele diz ter sido vítima de um golpe porque quando ela provocou ele para reagir, que ela disse: ‘Vai reage, você não vai fazer nada?’. Ele acreditava que se ele fosse revidar e ela se machucasse, ela entraria com a lei Maria da Penha”, revelou.

Cybelle, por sua vez, justificou que a briga calorosa com Tom Veiga aconteceu após ela tentar impedir uma bebedeira do famoso.

Participe agora do grupo do TV FOCO no Telegram e receba tudo sobre BBB - Clique aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Ionara Santna