Celebridades Joelma

Joelma vence infância difícil, cresce como um furacão na música, quebra recordes nacionais e mostra seu poder

Conheça mais sobre a carreira de Joelma (Foto: Montagem TV Foco)
Conheça mais sobre a carreira de Joelma (Foto: Montagem TV Foco)

Joelma passou por uma infância difícil, viu sua mãe ser agredida mas conseguiu dar a volta por cima, se tornou um fenômeno nacional e encanta com seus talentos

Cantora, compositora, dançarina, coreógrafa, estilista e empresária, quanta coisa né? Essas são algumas das profissões que podemos utilizar para nos referimos à Joelma, uma das maires cantoras brasileiras da atualidade, responsável por popularizar o ritmo tecno brega em todo o território nacional, quando ainda fazia parte da Banda Calypso.

Nascida na cidade de Almeirim, interior do Pará, a loira é a quinta de sete filhos da costureira Maria de Nazaré da Silva Mendes. Seu pai era alcoólatra e acabou a abandonando junto com mãe e irmãos quando ela tinha apenas sete anos de idade. Isso fez com que eles sobrevivessem em condições precárias, sendo sustentados apenas com o árduo trabalho de dona Maria.

Em uma entrevista à revista Marie Claire, a cantora já chegou a relatar que seu pai tinha constantes trocas de humor e batia frequentemente em sua mãe. “Alimentei o ódio pelo meu próprio pai desde aquela noite em que vi minha mãe com o rosto surrado. Nunca esqueço que passei boa parte da infância achando que podia perdê-la a qualquer momento em que ele bebesse demais”.

Joelma na infância e adolescência (Foto: reprodução)
Joelma na infância e adolescência (Foto: reprodução)

Início da carreira

Joelma desenvolveu amor pela música ainda na infância, influenciada por sua mãe que era regente de coro e musicista em uma igreja evangélica. Apesar disso, sua carreira começou tarde, comparado à outros artistas nacionais que cantam desde criança, já que seus primeiros passos na música foram dado quando ela já tinha 19 anos.

Na época ela cantava em bares e festivais locais quando foi descoberta pelo proprietária e contrabaixista da Banda Fazendo Arte, Nide Braga. A cantora foi convidada para fazer um teste e integrar a banda, mas estava receosa em aceitar, pois tinha planos de cursar direito e se tornar advogada.

a loira em início de careira (Foto: reprodução)
Joelma em início de careira (Foto: reprodução)

Todavia ela acabou aceitando, foi selecionada e então fez parte da banda, por quatro anos. Com o grupo ela acabou lançando dois álbuns de estúdio, sendo eles o ‘Fazendo Arte’ e  ‘II’. Após o encerramento das atividades, a loira ainda se aventurou criando outro grupo, chamado agora de Banda Eu, mas que também acabou não dando certo.

Em meados de 1998 Joelma acabou conhecendo Ximbinha, quando estava prestes a gravar seu primeiro álbum solo. Na época ela tinha o nome artístico Joelma Lins, mas os planos acabaram mudando com o tempo e junto ao músico ela acabou formando a famosa Banda Calypso, que iniciou suas atividades logo no ano seguinte.

a loira em início de careira (Foto: reprodução)
Joelma no inicio da Banda Calypso (Foto: reprodução)

Gigante! Marcos Mion vence batalhas na vida, constrói carreira de sucesso e se torna um dos maiores artistas brasileiro

Banda Calypso

O início da banda foi marcada por dificuldades, a cantora teve inúmera portas fechadas quando mostrou seu novo projeto e quase não conseguiu lança-lo, já que não haviam pessoas que investissem na banda. Após muita luta, eles conseguiram que uma pequena tiragem de mil cópias do autointitulado ‘Banda Calypso’ fosse feita, este que acabou se esgotando em menos de uma semana.

Ao todo, o primeiro CD, que foi produzido por Ximbinha e ficou marcado pela faixa ‘Vendaval’ acabou vendendo mais de 750 mil cópias em todo o território nacional, se tornando um grande sucesso, além de ter se consagrado como uma das melhores estreias de todos os tempos no país, quase chegando na marca de um milhão de tiras.

O sucesso de ambos foi tanto que em 2004, apenas cinco anos depois de ter iniciado a banda, Joelma já se via cantando para um público superior a 50 mil pessoas, no sambódromo de Manaus. O show histórico ficou marcado na época e é lembrado até os dias atuais, mostrando todo o poder que a paraense conquistou em alguns anos de carreira.

Ana Furtado faz carreira de sucesso na TV, vira grande artista e se torna exemplo de luta e determinação para muitos

Dois anos depois foi lançado o DVD ‘Banda Calypso Pelo Brasil’, que consiste na combinação de músicas que foram gravadas em diversos estados, enquanto eles faiam uma de suas inúmeras turnês. O projeto foi considerado um divisor de águas na carreira de Joelma e principalmente da banda, já que, vendendo mais de 2,5 milhões de cópias em todo o território nacional, eles acabaram recebendo certificado de disco de diamante quíntuplo para as vendas do DVD, sendo até hoje os únicos em todo o país a conquistar tal feito.

Em agosto de 2014 é lançado o último álbum da banda, intitulado ‘Vibrações’, após completarem 15 anos de carreira. Já no ano seguinte foi anunciado o fim dos trabalhos em conjunto, Joelma seguiu com a agenda de shows até o final e no dia 31 de dezembro concluiu por maestria o ciclo.

A loira paraense (Foto: reprodução)
A loira fez parte da Banda Calypso (Foto: reprodução)

Carreira solo e novos passos

Já em 2016, dando início a um novo ciclo e novos desafios em sua vida, a cantora lançou sua primeira turnê, intitulada “Avante Tour”. Os shows foram responsáveis por seu primeiro prêmio, sendo este de ‘Melhor Show’, pelo Prêmio Multishow, no ano seguinte.

O primeiro single lançado pela paraense foi o promocional ‘Voando pro Pará’, fazendo parte do primeiro álbum, autointitulado ‘Joelma’, lançado em abril do mesmo ano. A aceitação do público ao novo trabalho foi tanta que uma das suas músicas de trabalho chegou a estrear na 100° posição do iTunes mundial, ficando à frente de grandes estrelas globais como Coldplay e Adele, por exemplo.

Em 2017 foi lançado seu primeiro álbum ao vivo em carreira solo, contendo a participação dos filhos e também da cantora Ivete Sangalo, sendo este o carro-chefe do projeto, na música ‘Amor Novo’. Tempos depois Joelma lançou uma série de singles soltos, que não pertencem a nenhum projeto em especial, como ‘Perdeu a Razão’, em parceria com Marília Mendonça ou ‘Se Vira Ai’, ao lado de Zé Felipe.

Dessa forma, Joelma nos mostra que conseguiu se reinventar, que construiu um império em território nacional com a Banda Calypso, mas nos mostrou em seguida que não se resume a isso. No auge dos seus 45 anos ela detém uma legião de fãs que são apaixonados por seu trabalho, alguns desde a infância, mostrando que está ainda disposta a fazer muito pela música brasileira, nos entregando sempre trabalhos de muitíssima qualidade.

Joelma na turnê Avante (Foto: reprodução)
Joelma na turnê Avante (Foto: reprodução)

Barracos, traição e muita fofoca ao vivo no canal do TV FOCO no YOUTUBE. INSCREVA-SE

Sobre o autor

Gabriel Motta

Estudante de Publicidade e Propaganda, amante de cultura pop, reality shows, séries e música.