Globo

Globo

Jornalistas da GloboNews se desentendem ao vivo e protagonizam discussão: “Você que tem que responder”

Jornalistas da GloboNews discutiram ao vivo (Foto: Reprodução)
Jornalistas da GloboNews discutiram ao vivo (Foto: Reprodução)
Jornalistas da GloboNews discutiram ao vivo (Foto: Reprodução)
Jornalistas da GloboNews discutiram ao vivo (Foto: Reprodução)

Gerson Camarotti e Demétrio Magnoli, da GloboNews, discutiram em programa ao vivo

O clima pegou fogo na noite desta sexta-feira, 01 de janeiro, entre dois comentaristas da GloboNews. Durante o programa Em Pauta, Gerson Camarotti e Demétrio Magnoli se desentenderam enquanto estavam falando sobre as aglomerações que ocorreram em pleno réveillon mesmo com a pandemia causada pelo Coronavírus.

Tudo começou quando Magnoli fez uma pergunta direta para Camarotti no programa da GloboNews. Em sua análise, ele disse conhecer pessoas que passaram 2020 isoladas, trabalhando on-line e a situação inversa de pessoas que continuaram precisando se aglomerar no transporte público para suprir a demanda dos serviços essenciais.

“Eu quero perguntar para o Camarotti: você diria que [essa pessoa] é ‘execrável’, depois de passar o ano inteiro se aglomerando nos trens para trabalhar em setores essenciais, porque agora ela se aglomerou na Praia Grande?”, disparou Demétrio Magnoli para o colega de emissora, deixando o jornalista um pouco alterado.

+Flor do Caribe: Alberto passa dos limites, causa explosão e Cassiano fica entre a vida e a morte; saiba como

“Demétrio, é você que está colocando essa palavra, ‘execrável’. Você que tem que responder essa pergunta. Você tem recomendação da ciência, e a ciência tem que ser para todos. […] É compreensível a situação social do país. Você sabe disso, eu sei disso, conheço bem essa realidade”, começou Camarotti.

Veja também

“É preciso levar isso em consideração, mas uma coisa é trabalho e sobrevivência, e outra coisa é festividades. É preciso ter bom senso”, finalizou o jornalista da GloboNews. A apresentadora do Em Pauta, Cecília Flesch, até tentou amenizar a discussão entre os dois participantes, contudo já era um pouco tarde demais.

Magnoli chegou a dizer que “não existe só uma ciência, chamada epidemiologia”, indicando que sociologia e antropologia também têm algo a dizer sobre a situação. “Contaminação tem que ser epidemiologia”, comentou por cima Camarotti, pouco antes da discussão entre os jornalistas da GloboNews ser encerrada.

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários