Notícias do Mundo

Lindemberg Alves, assassino de Eloá, vive em estado deplorável, apanha na cadeia, pede bíblia e recebe “não”

Lindemberg foi condenado a 39 anos de prisão pelo assassinato de Eloá (Imagem: Montagem/TV Foco)
Lindemberg foi condenado a 39 anos de prisão pelo assassinato de Eloá (Imagem: Montagem/TV Foco)

Lindemberg Alves teve pedido para regime semiaberto negado

Lindemberg Alves, de 34 anos, no ano de 2008, ficou conhecido em todo o Brasil devido ao sequestro e assassinato da sua ex-namorada Eloá Pimentel, que na época tinha apenas 15 anos de idade. Ele, que é ex-motoboy chocou o país com a sua terrível atitude e acabou sendo condenado a 39 anos de prisão.

Em fevereiro do ano passado, Lindemberg acabou se envolvendo em uma confusão com um preso de nome Durvalino dos Santos, condenado a 21 anos de cadeia pelo assassinato de uma criança de seis anos, de quem ele era primo. Na oportunidade, Durvalino agrediu Lindemberg por conta de uma televisão ligada e ambos acabaram trocando socos. O caso foi investigado pela direção do presídio como prática de crime doloso, uma falta de disciplina grave, que pode atrapalhar pedidos de remissão e alteração de penas.

No mesmo dia Lindemberg e Durvalino foram enviados para a solitária. Na oportunidade, além dos itens básicos como colchão, lençol, toalha, cobertor e itens de higiene, Lindemberg pediu para levar uma bíblia. Já Durvalino, que tem o nome de Deus tatuado em seu peito, preferiu um livro de autoajuda. Na ocasião, a tranca mais dura durou dez dias.

Lindemberg Alves durante julgamento (Foto: Reprodução)
Lindemberg Alves durante julgamento (Foto: Reprodução)

Meses depois, ficou comprovado que neste caso, Lindemberg foi vítima e seu agressor ganhou em seu currículo carcerário mais um carimbo, desta vez, de prática de crime doloso. Antes, ele havia sido punido por prática de comércio na prisão e falta de urbanidade e outros lesões corporais.

PEDIDO NEGADO

No início do mês passado, a 16ª Câmara de Direito de São Paulo negou o pedido da defesa de Lindemberg Alves para que ele passe a cumprir a sua pena em regime semiaberto. A decisão foi do desembargador Guilherme de Souza Nucci, no despacho, do dia 24 de fevereiro, ele usou o relatório psiquiátrico de Lindemberg para negar o cumprimento da pena em regime mais brando.

Lindemberg vive dias difíceis na prisão (Foto: Reprodução)
Lindemberg vive dias difíceis na prisão (Foto: Reprodução)

Participe agora do grupo do TV FOCO no Telegram e receba tudo sobre BBB - Clique aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Bruno Silva

Bruno Silva é paraibano e atua na área como redator desde 2013, sempre trazendo notícias aos leitores com muita responsabilidade.