Emissoras

Emissorasighome

Maior empresa do mundo lança canal aberto na TV no Brasil e Globo, SBT e Record lutam contra falência

SBT, Globo e Record poderiam se unir (Foto: Reprodução)
SBT, Globo e Record poderiam se unir (Foto: Reprodução)

Globo, SBT, Record e outras emissoras podem se prejudicar com a criação de uma emissora de TV do Google, que é a maior empresa do mundo

A Globo, SBT, Record e outras emissoras abertas podem sofrer um golpe em breve. O Google planeja lançar sua própria alternativa de conteúdo para quem não quer ter TV a cabo em casa.

De acordo com o site Protocol e com explicações do Notícias da TV, o Chromecast, que é o streaming do Google, pode se transformar em um circuito gratuito de emissoras com horas infinitas de conteúdo. O benefício é que qualquer empresa com volume suficiente poderia se tornar uma TV linear, como funciona com a Globo, por exemplo.

De acordo com o jornalista Guilherme Ravache, o mesmo já acontece com outros serviços, como a Samsung, que cria também bilhões de minutos de conteúdo para a sua própria plataforma. A intenção é criar uma emissora comum, mas que chega pela internet.

Uma das questões mais delicadas envolve o fato do Google e da Globo serem inimigas. Ao mesmo tempo que a empresa de tecnologia busca formas de obter verba pública e audiência, ainda é a responsável por ajudar a platinada em prestação de serviços. No início do ano, a emissora aberta não tinha tecnologia suficiente para lidar com a demanda do “BBB”.

INIMIGAS

Por isso, hoje a Globo busca no Google opções de nuvem, análise de dados e até mesmo publicidade. Outras emissoras, como a Televisa, também possuem esse tipo de acordo com a empresa.

Veja também

O problema é que jornais e revistas passaram pelo seguinte problema: eles continuam firmes e fortes, mas ganham dinheiro através de publicidade, que em sua maioria vai direto para o Google.

EMISSORAS PRECISAM SE UNIR

O repórter do Notícias da TV dá a sugestão da Globo, SBT, Record e outras se unirem a fim de evitar um colapso financeiro, assim como aconteceu nos Estados Unidos. Lá, grandes emissoras de TV criaram um consórcio de publicidade televisiva, mas no universo online.

“Unir Globo, SBT, Record, Band e outras emissoras, e vender inventário comercial de maneira conjunta, teria maiores chances de aumentar sua escala, reduzir custos de plataforma e aumentar o poder de negociação”, explica Ravache, que ainda usa a exemplo a Abril, que apesar de ter sido gigante, acabou falindo.

O Google se tornou a maior ameaça para a Globo, SBT, Record e outras emissoras (Foto: Reprodução)
O Google se tornou a maior ameaça para a Globo, SBT, Record e outras emissoras (Foto: Reprodução)

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Assuntos

Globo

Quem escreve

Paulo Vito

Paulo Vito é um jornalista que trabalha com celebridades desde 2017 e admira tudo o que envolve o mundo dos famosos e da televisão. Está sempre de olho no que acontece nas redes sociais e faz questão de prestar atenção nas polêmicas e novidades!

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários