Agora

Agora

Chocolate com Vidro: A marca amada, rival da Lacta, arrancada dos mercados após risco grave e situação hoje

Concorrente da Lacta chegou a tomar proibição de venda após conter vidro na sua composição (Foto Reprodução/Montagem/Tv Foco)
Concorrente da Lacta chegou a tomar proibição de venda após conter vidro na sua composição (Foto Reprodução/Montagem/Tv Foco)

Marca amada de chocolates, rival da Lacta, acabou tendo lote proibido, após grave descoberta, e situação atual é essa

Em Outubro do ano de 2022, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) publicou uma resolução no qual proibiu a venda e distribuição de dois lotes de uma marca de chocolate muito amada em todo território nacional

Estamos falando da marca Garoto, que atua no mercado desde o ano de 1929 e, desde então, é considerada uma das marcas mais consolidadas do Brasil, sendo concorrente direto de outras marcas fortes como a Lacta.

Inclusive, atualmente dá para dizer que a Lacta é sua maior rival do setor, uma vez que a Nestlé se fundiu a Garoto ao comprar grande parte da sua marca*

*Para saber mais sobre o assunto clique aqui*
Anvisa proibiu a venda de dois lotes de chocolates em tablete da marca Garoto (Foto Reprodução/Internet)
Anvisa proibiu a venda de dois lotes de chocolates em tablete da marca Garoto (Foto Reprodução/Internet)

Alto Risco

O motivo da proibição da Anvisa, foi a suspeita grave de conter pedaços de vidros na composição de alguns lotes, após um equipamento da fábrica ter quebrado no processo de fabricação.

Comunicado oficial da ANVISA (Foto Reprodução/Prefeitura de Santa Catarina)
Comunicado oficial da ANVISA (Foto Reprodução/Prefeitura de Santa Catarina)

Segundo o portal G1, A Anvisa determinou a proibição de comercialização, distribuição e uso de dois lotes de dois produtos da marca de chocolates Garoto que podem conter pequenos fragmentos de vidros.

Veja também

Os produtos eram as barras de chocolates (tabletes) de 80 g sabor chocolate ao leite com castanhas de caju e chocolate ao leite com castanhas de caju e uvas passas.

Número dos lotes proibidos (Foto Reprodução/ Olhar Digital)
Número dos lotes proibidos (Foto Reprodução/ Olhar Digital)

A agência sanitária também determinou o recolhimento voluntário dos seguintes lotes:

  • 225212941G;
  • 225312941G.

A orientação que foi dada ao consumidor, NA ÉPOCA, é que, caso tenha adquirido tabletes de 80 g dos sabores “Castanhas de Caju” ou “Castanhas de Caju e Uvas Passas” da marca, verificar o lote do produto no verso do rótulo, próximo ao lacre.

Se o consumidor, então, identificasse no verso das embalagens os números 225212941Gou 225312941G (códigos dos lotes), ele não deveria  consumir os produtos.

Vale destacar que  fragmentos de vidro podem causar lesões na boca ou mucosa, segundo a agência sanitária.

Nota da Garoto na íntegra:

De acordo com o portal CNN, a marca Garoto se pronunciou na época quanto ao caso, fazendo a seguinte declaração:

“A GAROTO informa que está promovendo o recolhimento voluntário de um lote do tablete Chocolate Garoto 80g Caju (L 225212941G, validade 09/09/2023) e um lote do tablete Chocolate Garoto 80g Caju e Passas (L 225312941G, validade 10/09/2023), após ter identificado a possibilidade remota de que algumas unidades desses lotes tenham sido produzidas com pequenos fragmentos de vidro.

A empresa suspendeu imediatamente a distribuição e comercialização desses dois lotes de produtos e esclarece que a ação de recolhimento é restrita aos Estados de Santa Catarina e Espírito Santo, onde os lotes foram distribuídos. Grande parte das unidades envolvidas já foi recolhida pela empresa, que está colaborando com as autoridades para que as demais unidades sejam recolhidas.

A suspeita da presença de pequenos fragmentos de vidro provém da quebra de um sensor na linha de fabricação, que pode ter tido algum contato com os referidos lotes. A empresa reforça que a qualidade e segurança de seus produtos são prioridades inegociáveis, e que adota rígidos padrões e controles em todas as etapas do processo produtivo e de distribuição. A GAROTO reforça seu compromisso com a segurança dos seus consumidores e disponibiliza os canais 0800 055 95 50 e sacgaroto@garoto.com.br para contato”

Qual a situação da empresa atualmente?

Ainda de acordo com o G1, à época, a Anvisa alertou que SOMENTE esses lotes apresentaram riscos, e temos que deixar bem claro que NÃO há restrições de consumo para os demais produtos da Garoto.

Fora isso, tirando esses lotes, de acordo com as apurações feitas pelo TV Foco, todos os produtos da marca Garoto são encontrados com muita facilidade nos principais mercados e redes de compras, provando que a marca ainda é uma das mais consolidadas do ramo.

Chocolate Garoto continua sendo vendido nas principais lojas e supermercados (Foto Reprodução/Google Shopping)
Chocolate Garoto continua sendo vendido nas principais lojas e supermercados (Foto Reprodução/Google Shopping)

Quem escreve

Lennita Lee

Meu nome é Lennita Lee, tenho 32 anos, nasci e cresci em São Paulo. Viajei Brasil afora, e voltei para essa cidade, afim de recomeçar a minha vida. Sou formada em moda pela instituição "Anhembi Morumbi" e sempre gostei de escrever. Minha maior paixão sempre foi a dramaturgia e os bastidores das principais emissoras brasileiras. Também sou viciada em grandes produções latino americanas e mundiais. A arte é o que me move ... Atualmente escrevo notícias sobre os últimos acontecimentos do cenário econômico, bem como novidades sobre os principais benefícios e programas sociais.