Agora

Agora

“Proíbe”: O anúncio URGENTE de Tralli no JH com NOVO decreto da Anvisa que baixa proibição em produto

César Tralli / Anvisa - Montagem TVFOCO
César Tralli / Anvisa - Montagem TVFOCO

Tente não se impactar ao saber detalhes sobre o anúncio de César Tralli, no Jornal Hoje, sobre a agência

César Tralli, sem dúvidas, é um dos maiores âncoras da Globo na atualidade, e atualmente está no comando do Jornal Hoje.

Dito isso, é por meio da atração que diariamente o jornalista deixa milhões de brasileiros muito bem informados sobre os principais fatos que acontecem no Brasil e no mundo.

Como exemplo disso, podemos citar então o anúncio urgente de Tralli no JH com novo decreto da Anvisa que baixa proibição em produto. Vamos conferir?

Pois bem, sem mais delongas, vamos então direto ao assunto. Antes de mais nada, é muito importante deixar claro que a edição do Jornal Hoje foi exibida em 20/07/2023, na ocasião, foi noticiado que a Anvisa publicou uma nota técnica que proíbe a importação de cannabis in natura.

Assim, as informações dão conta de que a agência afirmou que não há evidências robustas da eficácia e da segurança dessas substâncias para fins medicinais e que há risco de desvio do produto para fins ilícitos.

Veja também

Dessa forma, sem nem pensar duas vezes, César Tralli disparou: “E a Anvisa publicou hoje uma nota técnica que proíbe a importação de cannabis in Natura. Mesmo se o produto for usado por pacientes para uso medicinal“, iniciou o jornalista.

Na cobertura realizada pelo Jornal Hoje, foram fornecidos esclarecimentos adicionais sobre o tema em questão.

O que aconteceu com a Anvisa?

Anvisa é o principal órgão que fiscaliza os produtos que chegam aos consumidores (Reprodução: Internet)
Anvisa é o principal órgão que fiscaliza os produtos que chegam aos consumidores (Reprodução: Internet)
Anvisa (Foto: Reprodução / Internet)
Anvisa (Foto: Reprodução / Internet)

De acordo com o que foi informado: “A partir de hoje, não serão concedidas novas autorizações para importação de cannabis na Natura, ou seja, uma planta de maconha sem nenhum tipo de processamento”.

“A Agência Nacional de Vigilância Sanitária Anvisa informou que a justificativa para a mudança é que não há evidências sobre a eficácia e a segurança do uso da planta na forma natural e que há risco de desvios para usos não medicinais”, dizia a reportagem.

Ao final foi esclarecido que: “De acordo com a Anvisa, o prazo é para que os pacientes que importam cannabis in Natura não sejam prejudicados. O mercado de produtos à base de cannabis medicinal deu um salto no Brasil desde 2015, quando a importação foi regulamentada. No primeiro ano, foram 850 autorizações concedidas para importar produtos com a substância. O número aumentava a cada ano. Em 2021, chegou a 40260. Em 2022, dobrou em relação ao ano anterior, foram 80413 autorizações concedidas agora em 2023”, disse a reportagem.

Cabe destacar que os medicamentos feitos com a cannabis ajudam a medicina como analgésicos, sedativos e anticonvulsivos no tratamento de doenças como Alzheimer, esclerose múltipla e epilepsia.

🚨 Davi é acusado de crime no BBB24 + Susana Vieira na Record + Jovem Pan fora do ar

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo do TvFoco

TV FOCO

📺 Tudo sobre TV e Famosos que você precisa saber.

@tvfocooficial

SEGUIR AGORA

Assuntos

Anvisa

Quem escreve

Rafael Silva

Eu sou Rafael Silva, tenho 28 anos e sou Arquiteto e Urbanista por formação pela Universidade Potiguar. Viciado em estar por dentro de tudo que acontece, sou Redator Web por vocação. Sempre foi apaixonado por escrita e leitura e me encontrei no mundo do entretenimento. Acompanho a vida dos famosos e celebridades diariamente pelos seus perfis das redes sociais e faço matérias sobre as fortunas dos artistas e suas mansões elegantes . Adoro jogar vídeo game e assistir séries e filmes. Minhas redes sociais são: [email protected]