Colunas Ligado na TV Opinião

OPINIÃO | Silvio Santos erra ao reforçar estereótipos e promover preconceitos

Charada de Silvio Santos volta a polemizar (Foto: Reprodução/SBT)
Charada de Silvio Santos volta a polemizar (Foto: Reprodução/SBT)

Precisamos falar sobre Silvio Santos!

Antes de tudo, faz-se necessário destacar que este texto não pretende atacar nem advogar a favor do patrão do SBT, e sim refletir acerca das polêmicas em torno de seu nome que repercutem entre mídia e público ultimamente.

Recentemente, uma mensagem de Gaby Amarantos em rede social deu início a mais um debate caloroso envolvendo o nome do comunicador. Na ocasião, a cantora afirmou que Silvio ridiculariza negros/mulheres/gays/plus e que não dá para normalizar isso. Embora a mensagem de Gaby tenha ganhado maior repercussão, outros artistas, como Preta Gil, chegaram a se posicionar contra certos comentários tidos como preconceituosos por parte de SS.

Em contraponto à mensagem de Gaby, o humorista do SBT Danilo Gentili afirmou que Silvio sempre promoveu o público LGBT em seus programas e que, assim, não seria válida a afirmação da cantora paraense. Desse modo, como quase tudo no Brasil atual, as opiniões dividiram o público, o qual passou a apoiar as palavras de Gaby ou as de Gentili.

No último domingo (08/07), mais uma vez Silvio Santos, em seu tradicional dominical, voltou a polemizar ao trazer a seguinte charada em seu famoso Jogo das 3 Pistas: 1) Rebola quando anda; 2) Tem jeito de mulher; e 3) Tem nome americano. A resposta foi “gay”. Participaram do jogo Preta Gil e David Brasil. Em virtude das brincadeiras de Silvio com David, com direito a abraços, muitos disseram em rede social que Silvio não era nada homofóbico. Entretanto, outros se posicionaram novamente contra a charada, considerando-a de mau gosto e preconceituosa.

Silvio Santos abraçando David Brasil no Programa Silvio Santos (Foto: Reprodução/SBT)
Silvio Santos abraçando David Brasil no Programa Silvio Santos (Foto: Reprodução/SBT)

Afinal, Silvio Santos é uma coisa ou outra? O problema de nosso país é essa divisão extremista, na qual as pessoas sentem necessidade de escolher apenas um lado, em que o diálogo entre as partes parece se tornar cada vez mais ufanista.

De volta ao embate Gaby versus Danilo, esta coluna claramente concorda em partes com ambos. Silvio promove o público LGBT, que inclui os transformistas, citados pelo humorista, há décadas mesmo. E seu auditório privilegia mesmo a mulher. Todavia, isso não exclui os fatos mencionados por Gaby. Muitos comentários de Silvio Santos são sim desrespeitosos perante mulheres, negros, gays e plus. Segundo o conceito de Silvio e seus produtores, por exemplo, todo gay rebola quando anda e tem jeito de mulher. Ora, se isso não é reforçar estereótipo, não se sabe mais o que é reforçar estereótipo.

Nessa conjuntura, ao reforçar estereótipos em plena televisão aberta, Silvio gera consequências como preconceito. Sim, não basta apenas abraçar David Brasil para simbolizar uma não homofobia, seria mais adequado evitar ou não fazer mais piadas com esse público. Não é mimimi. É preciso que o comunicador entenda que ele, assim como vários do meio, possui influência sobre as pessoas e isso modifica comportamentos. Se antigamente esse tipo de piada era normal, hoje em dia não se deve realmente aceitá-las, principalmente por saber que isso afeta a vida de milhares de pessoas, que sofrem exatamente pela perpetuação de palavras ofensivas, muitas vezes tidas apenas como “piadas”.

Há bastante gente que ataca o “politicamente correto” e isso parte geralmente dos próprios humoristas, que se veem tolhidos. No entanto, torna-se cada vez mais essencial discernir sobre o que é humor e o que é desrespeito disfarçado de humor. Nesse sentido, a Silvio Santos e a outros comunicadores, como o próprio Fausto Silva com suas piadas com pessoas acima do peso, fica a reflexão: os tempos atuais não permitem que a televisão e os profissionais que nela atuam continuem propagando formas de desrespeito às diferenças. Além disso, as pessoas precisam trabalhar o diálogo e não ficar restritas a extremos que não levam ao consenso de forma alguma.

+ Ligado na TV: Onde Nascem os Fortes sofre com decisão equivocada da Globo

Assim, é extremo também desqualificar toda a trajetória de Silvio Santos, maior comunicador do país, por seus comentários. Ninguém é perfeito. Silvio, na opinião da coluna, tem errado bastante com tais comentários e deveria repensar seus posicionamentos, assim como todos que agem dessa forma. Todavia, a coluna jamais reduziria o apresentador a suas palavras erradas, bem como ninguém deveria.

Por fim, se sua palavra machuca alguém, isso é tudo, menos algo positivo.

Twitter: @Ligado_na_TV  @JuniorDanyllo
Contato: danyllo@otvfoco.com.br
As opiniões emitidas neste texto são de inteira responsabilidade do autor, não correspondendo, necessariamente, ao ponto de vista do TV Foco

SIGA O TVFOCO NO INSTAGRAM E FIQUE POR DENTRO DE TUDO! CLIQUE/TOQUE AQUI.

PUBLICIDADE

Comentários recentes

CONHEÇA