Celebridades Pabllo Vittar

Pabllo Vittar recusa casamento e dá ultimato: “Quero que me chame no feminino”

Pabllo Vittar (Foto: Reprodução)
Pabllo Vittar (Foto: Reprodução)

Pabllo Vittar se manifestou novamente sobre a possibilidade de se casar e sobre preferir ser chamada no gênero feminino ou masculino. Entrevistada pelo Notícias ao Minuto, ela disse que não pensa em se casar para constituir uma família e revela o motivo: “Não. Acho que eu já tenho uma família, já tenho os meus amigos, já tenho pessoas de que gosto. Não penso em casar”.

Fátima Bernardes encontra a senha do celular de Túlio Gadelha e mostra na Globo tudo que descobriu

Já sobre ser considerado o Pabllo Vittar ou a Pabllo, ela faz um pedido: “Como eu estou em ‘persona’ quero que você me chame no feminino, mas quando eu não estou também não me importo. É só um artigo bobo”. Muitas vezes sendo confundida com mulheres trans, ela explica: “Não e não sei porquê. Eu sou um menino gay que faz Drag Queen”.

Pabllo Vittar (Reprodução/Instagram)
Pabllo Vittar (Reprodução/Instagram)

“Sinto-me muito honrada quando alguém me confunde ou fala que eu sou uma transexual, é porque eu sou muito bonita então, meu amor. Sou gay. Sou um menino gay que faz Drag Queen”, completa. Ela disse também que sempre quis ser famosa e hoje, que conseguiu a fama, se sente realizada: “Sempre foi, nunca pensei que um dia eu ia viver disso. Mas eu gosto muito e me realizo”.

“Sou uma pessoa muito realizada no meu trabalho”, garante a drag queen, que se montou pela primeira vez aos 18 anos: “Foi no meu aniversário de 18 anos, numa festa de Halloween. O meu aniversário é no dia 1 de novembro e então eu ia sempre a festas de Halloween, nessa aproveitei para me montar pela primeira vez. Eu sempre brinquei com o feminino, com maquiagem da minha mãe, com roupas. Sempre fui fascinado”.

Pabllo Vittar (Foto: Reprodução)
Pabllo Vittar (Foto: Reprodução)

“Devido à minha voz aguda todo o mundo tirava sarro de mim. Mas hoje em dia eu não ligo. Tem muita gente que é assim como eu, tem a voz aguda, é gay, afeminado e passa por esse tipo de bullying. Eu quero empoderar essas pessoas, que elas não sintam vergonha. Sintam orgulho de serem da forma como são”, explica.

Quanto ao bullying por ser LGBTQ desde criança, ela explica um pouco do que sofreu: “Sim, bastante. Mas isso ajudou-me a ser quem eu sou hoje. Deixou-me mais forte. A minha mãe sempre me apoiou, sempre esteve comigo me dando todo o apoio do mundo”. Sobre o universo do qual faz parte, ela se declara: “Eu sou da comunidade LGBTQ, sou uma das vozes da comunidade e defendo a minha bandeira até ao fim”.

Pabllo Vittar (Foto: Reprodução/Instagram)
Pabllo Vittar (Foto: Reprodução/Instagram)

“Eu comecei a cantar nas ‘prides’ [paradas gay]. Não tem para onde correr, estamos todos no mesmo barco. Temos de nos unir e defender. Sinto-me muito orgulhosa e muito honrada, porque é muito difícil ser LGBT. E é muito bom poder dar voz à comunidade brasileira”, afirma, falando ainda sobre o desejo pelo fim da homofobia: “Não diria nem que está perto de acabar… está é longe. Mas nós resistimos!”.

Quanto à vida amorosa, ela se distancia um pouco: “É mais por não ter tempo. Quando você está num relacionamento quer estar perto da pessoa, quer dividir as coisas com a pessoa. Eu não tenho tempo”. Por fim, Pabllo Vittar anuncia que vem novidade por aí: “Estou gravando um EP com feats internacionais e começando um projeto novo para o meu terceiro álbum de estúdio. Estou bem ansiosa, porque o que eu gosto de fazer é criar”.

SIGA O TVFOCO NO INSTAGRAM E FIQUE POR DENTRO DE TUDO! CLIQUE/TOQUE AQUI.

ANÚNCIOS

ANÚNCIOS

Comentários recentes

CONHEÇA

ASSISTA!