Colunas Opinião Pega Pega

Pega Pega: a novela em que casais coadjuvantes ofuscaram os protagonistas

Casais da novela Pega Pega (Fotos: Globo/Reprodução/Adriana Garcia/Rafael Campos)
Casais coadjuvantes e protagonista da novela Pega Pega
(Fotos: Globo/Reprodução/Adriana Garcia/Rafael Campos)

Novela das sete que chega ao fim nesta segunda-feira (08), Pega Pega vai ficar marcada como uma novela em que os casais coadjuvantes brilharam mais e ofuscaram os protagonistas.

Na trama de Claudia Souto, o casal principal formado por Eric (Mateus Solano) e Luíza (Camila Queiroz) não teve química e ficou apagado, perdendo espaço para pares como os mau-caráteres Malagueta (Marcelo Serrado) e Maria Pia (Mariana Santos) – a grande surpresa -, e os divertidos Agnaldo (João Baldasserini) e Sandra Helena (Nanda Costa).

A investigadora Antônia (Vanessa Giácomo) e o garçom Júlio (Thiago Martins), que viveram o amor quase impossível entre policial e bandido no triângulo amoroso com Domênico (Marcos Veras), também acabaram ofuscando o fraco casal de protagonistas da história.

+ Resumo dos capítulos de Deus Salve o Rei

Mesmo com a falta de química entre Solano e Camila, não dá para culpar exclusivamente os atores pelo insucesso de seus personagens. Eric e Luíza foram mal delineados pela autora, resultando numa trama romântica apagada, que não teve muita relevância no folhetim, focado durante todo tempo no roubou ao Carioca Palace e na morte da primeira mulher de Eric, Mirella (Marina Rigueira).

Assim, Pega Pega termina sendo a novela dos coadjuvantes, que se destacaram.

Este texto não corresponde, necessariamente, a opinião do TV Foco.

SIGA O TVFOCO NO INSTAGRAM E FIQUE POR DENTRO DE TUDO! CLIQUE/TOQUE AQUI.

ANÚNCIOS

ANÚNCIOS

Comentários recentes

CONHEÇA

ASSISTA!