Chaves

Chaves

O paradeiro do verdadeiro barril usado nas gravações do “Chaves” surpreende fãs com seu destino infeliz

Destino do verdadeiro barril do seriado Chaves é revelado
Destino do verdadeiro barril do seriado Chaves é revelado (Montagem)

Onde está o verdadeiro barril do Chaves? Reportagem esclarece o paradeiro

O seriado mexicano “Chaves” trouxe muita diversão e também questionamentos ao público que acompanha o menino órfão que “mora” dentro de um barril.

O barril do Chaves, na verdade, não é a casa dele, mas sim, seu esconderijo quando está triste ou uma espécie de zona de conforto, onde pode se sentir em paz e refletir sobre a vida.

Segundo o criador do Chaves, o autor e super comediante Roberto Gómez Bolaños (1929-2014), o menino órfão da vila morava no apartamento de número 8, no terceiro pátio (que nunca foi mostrado).

Mesmo após a morte de Bolaños, sabemos que a vila do Chaves permaneceu montada e intacta por muitos anos no estúdio 8 da Televisa, na Cidade do México. Sabemos também que cada ator guarda as roupas que usaram na época das gravações. Mas afinal de contas, por onde anda o famoso barril do Chavinho?

+Chiquinha é flagrada na Globo e acaba sendo descoberta por atrizes no “Domingão com Huck”

Veja também

De acordo com uma investigação realizada pela reportagem da Infobae, o barril tem seu destino traçado e chegaram revelações surpreendentes do paradeiro do verdadeiro barril usado na série humorística mexicana.

Segundo a publicação do jornal estrangeiro, quando o humorístico “Chaves” começou a ser gravado nos estúdios 5 e 8 da Televisa, localizada na Cidade do México, a cenografia da atração ficou de responsabilidade de Julio Lattuf (entre 1976 e 1977), Gabriel Bernal (de 1977 a 1978) e Alicia Cázares (em 1979, último ano de produção da série). 

Chaves (Roberto Gomez Bolaños) e Seu Madruga (Ramón Valdés) durante as gravações do seriado em 1975
Chaves (Roberto Gomez Bolaños) e Seu Madruga (Ramón Valdés) durante as gravações do seriado em 1975 (Divulgação)

Cada um deles foi responsável pela cenografia que conhecemos da vila, da escolinha, da casa do Seu Madruga, casa da dona Florinda, mas o barril sempre esteve lá, desde os primórdios da série em 1972. Com o fim do programa em 1980, passando a se tornar um quadro fixo no programa “Chespirito”, a cenografia foi alterada ano após ano.

O barril do Chaves original, do início do programa, foi substituído diversas vezes ao longos dos anos que aconteceram as gravações, mas o último barril, datado de 1992, no último ano em que se produziu quadros do “Chaves” dentro do programa “Chespirito”, acabou sendo utilizado e reutilizado em diversas atrações da emissora mexicana.

Conforme os anos passaram, o barril do Chaves acabou sendo utilizado em outros programas da Televisa como parte do cenário, por exemplo, em novelas da emissora. Mas chegou dado momento que o barril foi para a lista de “abandonos”. O levantamento da reportagem afirma que o verdadeiro barril do Chavinho foi comprado por uma adega de vinhos espanhola há muitos anos.

+Seu Madruga se desentendeu com dona Florinda nos bastidores do “Chaves” e morreu trabalhando com o Kiko

VENDIDO POR NINHARIA

O barril do Chaves foi adquirido por cerca de três mil pesos (R$ 747,00), um valor bem abaixo do que se imaginava. Não houve nenhuma espécie de leilão e não está na mão de colecionadores. O preço baixo do produto foi devido a baixa qualidade do material desgastado pelo tempo.

Neste momento, o barril do Chaves pode estar na Espanha e foi restaurado e recomercializado cheio de vinho, com capacidade de 225 litros. Que pena…

VÍDEO YOUTUBE: Reviravolta! Ana Maria é cortada na Globo + Fim do SBT com baixa audiência

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários