Celebridades

Criador de Chaves escreveu final trágico para seriado envolvendo acidente e morte de personagem que foi censurado

Segundo um livro escrito por Roberto Gómez Bolaños, e nunca publicado, a intenção do criador de Chaves era matar o personagem no último episódio. No México a série acabou em 1980 (Montagem: TV Foco)
Segundo um livro escrito por Roberto Gómez Bolaños, e nunca publicado, a intenção do criador de Chaves era matar o personagem no último episódio. No México a série acabou em 1980 (Montagem: TV Foco)

Chaves é um dos grandes sucessos até hoje na TV brasileira. Com uma mistura de humor com pitadas de drama, o seriado quase teve um final trágico elaborado pelo próprio Roberto Gómez Bolaños

Chaves até hoje é um dos grandes sucessos da TV brasileira e a prova disso foi o interesse do Grupo Globo em adquirir os direitos do programa mexicano para exibir no canal fechado, Multishow. Só que por pouco o criador do seriado não deu um final triste para a história do menino órfão que mora na vila.

+Roberto Carlos, após ser rejeitado por Paula Fernandes, é exposto por ex-esposa, que revela proibição do rei: ‘Amor louco’ 

+Carlos Alberto de Nóbrega, isolado e abatido, expõe sofrimento e recebe triste notícia do SBT: ‘O último’ 

Isso porque os últimos anos em que Chaves foi gravado no México, a série passou a enfrentar uma série de problemas. Um deles foi a briga entre Bolaños com Carlos Villagrán, que interpretava o Quico. O desentendimento fez com que Roberto Bolaños criasse na história, uma viagem para Quico que foi morar com uma tia rica.

Mas logo na sequência, quem também pulou para fora da atração foi, Carlos Villagrán, intérprete de Seu Madruga. Isso fez com que Chiquinha ficasse praticamente órfã, e Chaves também já que o personagem era o responsável mais próximo do menino do barril.

Para solucionar mais esse problema, Roberto Bolaños criou uma saída de Seu Madruga que foi atrás de emprego e só retornaria depois que encontrasse um. Com isso, Dona Neves, vó de Chiquinha ficou responsável pela neta. Isso também fez com que María Antonieta de las Nieves acumulasse dois papéis fixos no seriado Chaves.

Por pouco, Chaves não teve um desfecho trágico (Imagem: divulgação)
Por pouco, Chaves não teve um desfecho trágico (Imagem: divulgação)

TRISTE FIM

Com todas essas perdas, Chaves teve uma drástica perda de audiência e em sua última temporada no ar pela Televisa, no México, (1979-1980) a emissora decidiu tirar a série do ar. A partir daquele momento então Chaves virou um quadro dentro do programa semanal de Chispirito que apresentava diversos outros personagens.

Talvez tudo isso tenha feito com que Roberto Bolaños tivesse a ideia de dar um desfecho triste ao personagem. Segundo o colunista Bruno Tálamo, do programa A Tarde É Sua da Sonia Abrão na RedeTV! foi encontrado no Peru, um livro escrito pelo próprio Bolaños onde ele relatou que sua ideia era que no último episódio de Chaves, o personagem morresse atropelado.

No entanto, uma de suas filhas leu o roteiro e implorou para o pai não gravar esse episódio, já que isso traumatizaria diversas criança pelo mundo. Roberto acabou aceitando o pedido da filha e não matou Chaves.

Vale lembrar que a série não teve um episódio final que contasse o desfecho de cada personagem. Com a queda na audiência, Chaves foi tirado do ar em janeiro de 1980. O último episódio gravado, foi aquele que conta a história de Dona Florinda que compra uma máquina de lavar e vira uma grande novidade na vila.

Por pouco, Chaves não teve um desfecho trágico (Imagem: divulgação)
Por pouco, Chaves não teve um desfecho trágico (Imagem: divulgação)

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Mozuka Braga

Formado em Publicidade, Rádio e TV e Teatro é um apaixonado pelo mundo do entretenimento, principalmente séries e novelas. Em 2016 também concluiu sua pós em Produção Executiva e Gestão de TV pela FMU.