Gabriel Diniz TV Foco

Gabriel Diniz tem verdade sobre morte exposta e culpa após um ano de acidente trágico é divulgada

Relatório da FAB aponta erros da equipe de voo que causou a morte do cantor Gabriel Diniz (Imagem: Instagram)
Relatório da FAB aponta erros da equipe de voo que causou a morte do cantor Gabriel Diniz (Imagem: Instagram)

Morte do cantor Gabriel Diniz: Novo relatório aponta sequência de erros que ocasionou o acidente

A morte do cantor Gabriel Diniz é motivo de investigação do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos, da FAB ( Força Aérea Brasileira), um novo relatório sobre o acidente que causou a morte do cantor, foi divulgado nessa quinta-feira (29).

No relatório sobre a morte do cantor Gabriel Diniz, a FAB diz que a as condições meteorológicas eram adversas e que a indisciplina do piloto levou à queda da aeronave que levava o cantor.

+A Fazenda 12: Após noite conturbada, Mion solta informação bomba nunca antes vista na história do reality

+Fernanda Souza tem foto divulgada por atriz com declaração de amor e confessa de vez: “Minha dose de amor”

+Susana Vieira assume ter se afundado, fala de câncer sem cura e anuncia: “Estar condenada a morte” 

A morte de Gabriel Diniz que tinha apenas 28 anos aconteceu no mês de Maio do ano passado e abalou o Brasil.

O avião que levava Gabriel Diniz caiu em Sergipe, na cidade de Estância próximo ao Povoado Porto do Mato no dia 27 de Maio de 2019. O acidente também tirou a vida dos pilotos Linaldo Xavier e Abraão Farias.  Segundo o relatório do Cenipa, os operadores tomaram atitudes equivocadas durante o percurso da aeronave.

De acordo com o levantamento feito pelo relatório, o piloto falhou em avaliar o requisitos da operação da aeronave e seguiu com o voo mesmo com condições meteorológicas desfavoráveis.

No relatório do acidente que ocasionou a morte do cantor  e dos dois pilotos da aeronave, o Cenipa listou diversos itens que contribuíram para o acidente fatal. São eles: condições meteorológicas adversas, altitude inadequada, indisciplina de voo, erro de julgamento de pilotagem, planejamento de voo e processo decisório.

Ainda segundo o relatório, a aeronave que foi fabricada no de ano de 1974, não estava equipada com radar meteorológico e também não possuía certificação para voar sob as Regras de Voo por Instrumentos (IFR) sendo autorizada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) a operar sem Condições de Voo Visual(VMC).

 

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Erick Martins