Globo

Globo é censurada covardemente, dá a volta por cima e massacra Bolsonaro por códigos no Fantástico

Globo fez crítica a Bolsonaro por código no Fantástico - Foto: Reprodução
Globo fez crítica a Bolsonaro por código no Fantástico – Foto: Reprodução

A Globo, durante mais uma edição do Fantástico, surpreendeu ao apontar censura e fez crítica bem humorada ao presidente Bolsonaro

Na noite deste domingo, 28, a Globo levou ao ar mais uma edição do Fantástico, sua revista eletrônica semanal que traça um resumão do que aconteceu nos últimos sete dias e também conta com reportagens especiais. Como a que mostrou que mais de 600 mil brasileiros receberam o auxílio emergencial do governo Bolsonaro indevidamente.

O dinheiro, vale recordar, faz parte de um benefício temporal dado pelo governo federal a pessoas de baixa renda que estejam em situação de vulnerabilidade durante a pandemia de Coronavírus. Algumas pessoas com muito dinheiro, no entanto, conseguiram se inscrever e receberam o montante sem necessidade.

+Fina Estampa: Teodora, após ficar milionária, dá rasteira em Quinzé e consegue grande feito: “Na hora certa”

+Em pé de guerra, Duda Reis fala sobre processo e culpa a família por danos: “cadê a empatia dos meus pais”

+Jessica Costa, em guerra com Leonardo e com de fim de casamento, faz anúncio sobre cantor: “Comunicado”

A RBSTV, afiliada à Globo no Rio Grande do Sul, fez reportagem sobre uma dessas pessoas que receberam o auxílio indevidamente, mas a emissora foi censurada descaradamente e impedida de exibi-la. Neste domingo, quando já caiu a determinação judicial, a Globo deu a volta por cima e expôs alguns envolvidos para todo o Brasil.

Paulo Vieira durante o Fantástico - Foto: Reprodução
Paulo Vieira durante o Fantástico – Foto: Reprodução

Quem também deu a volta por cima foi o humorista Paulo Vieira, que perdeu seu quadro no programa Se Joga, mas ganhou um no Fantástico. Dessa vez, ele resolveu interpretar o “Brasil” indo se consultar com um médico. O país estaria em estado de negação e não acredita que está doente.

Crítica bem humorada

Durante o quadro, Paulo Vieira aproveitou para criticar o presidente Jair Bolsonaro por códigos. “Eu sei que eu sou bom, doutor, mas às vezes parece que tem uma coisa ruim me controlando”, disse ele, em referência ao presidente. Também no quadro, Paulo Vieira bateu um papo cabeça com o cantor Emicida.

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Fernando Lopes

Escreve sobre televisão desde 2013.