Celebridades Gloria Maria

Glória Maria passa por momento desesperador e é obrigada a ficar de joelhos em meio de avenida

Glória Maria (Foto: Reprodução/TV Globo) Jornal Nacional
Glória Maria (Foto: Reprodução/TV Globo)

Glória Maria passou por um verdadeiro perrengue durante a primeira transmissão ao vivo em cores do Jornal Nacional, da TV Globo, na década de 70

Glória Maria é uma das apresentadoras mais queridas da TV Globo atualmente, tendo mais de 50 anos só de TV Globo. Por causa da precariedade de tecnologia no passado e a sede de fazer um bom trabalho jornalístico, a famosa já foi obrigada a passar por situações completamente inusitadas para que no Jornal Nacional suas matérias fossem exibidas da melhor forma possível.

De acordo com o livro JN: 50 Anos de Telejornalismo, a jornalista contou que foi a primeira profissional brasileira a fazer uma entrada ao vivo em cores para o noticiário, então a pressão de não errar e de não haver falhas naquele momento era muito grande. “Todo mundo estaria vendo, até o Roberto Marinho”, disse a famosa na obra.

Glória Maria relatou que a ansiedade era grande para aquele momento. Escolheram a avenida Brasil, no Rio de Janeiro, já que como seria tudo colorido as luzes dos carros deixaria tudo muito bonito no ar. Estava ela, o repórter cinematográfico Roberto Padula e uma UPJ, que é um veículo que transmite a imagem para a emissora. Na ocasião, o carro era uma Veraneio – um carro produzido entre as décadas de 60 e 80.

A jornalista havia escrito seu texto, apesar de ser ao vivo, e começou a perceber que o engarrafamento na via começou a diminuir. Aos poucos ela ia precisando mudar tudo o que estava planejado para se dito no Jornal Nacional. Três minutos antes de sua entrada, o iluminador pifou. O desespero tomou conta de quem estava envolvido na gravação e uma solução urgente precisava acontecer.

Glória Maria entregou que o repórter cinematográfico sugeriu que ligassem a lanterna da Veraneio, contudo, a luz atingia apenas as suas pernas. Rapidamente, ela propôs que os dois ficassem de joelhos e a, quando foi ao ar, as imagens acabaram ficando perfeitas, com todos batendo palmas ao final. “Nossa primeira entrada ao vivo, com transmissão em cores, foi comigo e o cinegrafista de joelhos, sob a iluminação de um farol de carro. E ficou bárbaro”, avaliou.

Glória Maria tem um grande papel na história do telejornal brasileiro (Foto: Divulgação/TV Globo)
Glória Maria tem um grande papel na história do telejornal brasileiro (Foto: Divulgação/TV Globo)

Barracos, traição e muita fofoca ao vivo no canal do TV FOCO no YOUTUBE. INSCREVA-SE

TV Foco no Youtube

Sobre o autor

Paulo Vito