Record

Justiça bate martelo após apresentador da Record ser acusado de crime sexual e famoso pode ficar na cadeia por 5 anos

Repórter da Record, Gerson Souza (Foto: Divulgação)
Repórter da Record, Gerson Souza (Foto: Divulgação)

Gerson de Souza, repórter especial da Record, foi indiciado por assédio sexual e caso vai parar na Justiça

O repórter Gerson Souza, da Record, foi indiciado pela promotora Maria do Carmo Galvão de Barros Toscano, do Ministério Público de São Paulo, pelo crime de importunação sexual.

A denúncia foi feita por quatro jornalistas da Recod e os abusos teriam acontecido no ambiente de trabalho do Domingo Espetacular. Na última segunda- feira, 03 de agosto, a decisão foi protocolada e seguirá para julgamento. Se condenado, Gerson Souza pode pegar até cinco anos de prisão.

+Fernanda Souza desaba após descobrir morte cruel, presta última homenagem e situação é de partir o coração: “Triste”

Pra quem não sabia do escândalo nos bastidores da Record, o repórter, bastante conhecido do público, estava sendo investigado pela polícia após 12 mulheres procurarem o departamento de Recursos Humanos da Record. As mulheres em questão afirmaram que tinham sido vítimas de assédio sexual. Segundo as denunciantes, Gerson Souza as constrangia com toques físicos e palavras tendenciosas.

+Bruno, da dupla com Marrone, após escândalo policial, revela tragédia e grave doença da mãe é exposta: “No hospital”

Uma produtora da Record, inclusive, acusou o repórter de beijá-la sem o seu consentimento. “Ele chegou por trás e me beijou na boca. Ficou mostrando a língua e saiu dizendo que roubado era mais gostoso. Foi nojento”, lamentou a produtora que atua atrás das câmeras, apura pautas e agenda entrevistas. “Ele começou a gritar na Redação que eu era incompetente, que meu trabalho é uma bosta”, relatou ela na época das denúncias que vieram à tona há mais de um ano.

Repórter da Record, Gerson Souza (Foto: Divulgação)
Repórter da Record, Gerson Souza (Foto: Divulgação)

Investigações apontam para repórter

Na denúncia protocolada pelo Ministério Público acerca dos resultados das investigações do 23º DP (Perdizes) de São Paulo, chegaram a conclusão de que Gerson Souza “por diversas vezes e de forma continuada, importunava as vítimas com palavras maliciosas, comentários de conotação sexual, gestos obscenos e toques lascivos e não consentidos, com elas mantendo contato físico inoportuno, constrangendo-as dentro do local de trabalho”.

+Fernando, após fim com Maiara, é envolvido em rumor de traição com Gabi e cantora chuta a real: “Relação mais forte”

Ainda em sua decisão, a promotora esclareceu que o repórter da Record negou as denúncias contra ele, no entanto, “a forma e o contexto em que tocava nas vítimas, sempre com comentários ou gestos maliciosos, de conotação sexual, demonstram inequivocamente sua intenção em satisfazer a própria lascívia”.

Participe agora do grupo do TV FOCO no Telegram e receba tudo sobre BBB - Clique aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Aloizio Júnior

Aloizio Júnior ingressou na faculdade de Direito, mas é encantado por Medicina e hoje em dia é um vestibulando. Falar sobre TV sempre foi um hobby e faz isso desde 2008. Atento sobre todas as novidades no mundo da TV, entrou para a equipe do TV Foco em agosto de 2012.