Foco na TV Mais destaques

Martelo batido: saiba qual é a melhor novela da história da TV brasileira

Avenida Brasil, Vale Tudo e Roque Santeiro estão entre as melhores novelas brasileiras de todos os tempos. (Foto: Montagem/Reprodução)
Avenida Brasil, Vale Tudo e Roque Santeiro estão entre as melhores novelas brasileiras de todos os tempos. (Foto: Montagem/Reprodução)

Nesta semana, bombou nas redes sociais uma dinâmica na qual os internautas criavam e compartilhavam sua própria lista com as melhores séries que já viram. E pegando carona nessa brincadeira, vamos desenvolver uma lista relacionada ao produto audiovisual mais amado e consumido pelos brasileiros: as novelas. Iremos então encarar o desafio de elencar aqui os cinco melhores folhetins de todos os tempos.

Para desenvolver essa lista, não vamos levar em conta a subjetividade, e sim nos basear em critérios objetivos, como audiência, repercussão internacional, notas de sites relevantes, como o Imdb (maior banco de dados e de avaliação audiovisual do mundo), além de listas já desenvolvidas com base na opinião de críticos especializados.

+ Prisão, hipocrisia e apoio duvidoso: Xuxa e famosos da Globo quebram tabus ao relatarem experiência com maconha

A ideia é realizar uma mescla dessas informações para elaborar uma lista justa e tentar descobrir, de fato, quais são os melhores folhetins já produzidos no Brasil.

Giovanna Antonelli e Murilo Benício protagonizaram O Clone. (Foto: Divulgação)
Giovanna Antonelli e Murilo Benício protagonizaram O Clone. (Foto: Divulgação)

5º – O Clone (2001-2002)

Gloria Perez é uma autora conhecida por tratar de diversos temas sociais e culturais em suas novelas, e optou pela clonagem humana e a cultura árabe como os principais pilares deste folhetim, que girava em torno do romance entre Jade (Giovanna Antonelli) e Lucas (Murilo Benício). A química entre os protagonistas era tamanha que transcendeu a ficção e gerou um romance entre os atores na vida real.

Além da grande audiência no Brasil (chegou a atingir picos de 68 pontos), O Clone também foi sucesso de exportação na Globo, e é uma das poucas novelas tupiniquins que aparecem em rankings das melhores de todos os tempos em sites internacionais. Vale o quinto lugar da lista.

Betty Faria foi a grande estrela de Tieta. (Foto: Divulgação)
Betty Faria foi a grande estrela de Tieta. (Foto: Divulgação)

4º – Tieta (1989-1990)

Clássico do horário nobre da Globo e baseada na obra de Jorge Amado, Tieta é uma das novelas mais queridas do público brasileiro, e muito disso se deve ao seu elenco repleto de talentos, encabeçado por Betty Faria, Joana Fomm e José Mayer.

O sucesso da novela também passa pelo seu texto afiado, com cenas emblemáticas e personagens divertidíssimos, cheio de bordões marcantes. Tieta possui uma das maiores notas entre novelas brasileiras no site Imdb, e também uma das maiores audiências de folhetins no horário nobre da Globo (com média de 65 pontos e picos de 78 em seu último capítulo) — em entrevista a um programa da GloboNews, em 2011, José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, ex-diretor geral da Globo, chegou a revelar que a novela possui a maior audiência da história da emissora carioca em sua média geral.

Adriana Esteves fez história na pela da vilã Carminha de Avenida Brasil. (Foto: Divulgação/TV Globo)
Adriana Esteves fez história na pela da vilã Carminha de Avenida Brasil. (Foto: Divulgação/TV Globo)

3º – Avenida Brasil (2012)

Em meio às transformações na TV e as mudanças de hábitos do público, há quem defenda que Avenida Brasil marcou o fim da era de novelas que mobilizaram completamente o público brasileiro e se tornaram fenômeno de audiência e repercussão na Globo.

Mais do que isso: a trama escrita por João Emanuel Carneiro, que apresentou uma história instigante e personagens icônicos interpretados por nomes como Adriana Esteves (Carminha), Débora Falabella (Nina), Murilo Benício (Tufão) e Cauã Reymond (Jorginho), é a mais rentável da história da TV brasileira, tendo sido licenciada para mais de 150 países, e mobilizando diversas outras nações mundo afora — algo comprovado pela revista Forbes.

O folhetim também é um dos poucos brasileiros que aparecem em listas das melhores novelas de todos os tempos elaboradas pela mídia estrangeira. Saudosismo à parte, não dá para deixar Avenida Brasil de fora do top 3.

Viúva Porcina (Regina Duarte) e o Sinhozinho Malta (Lima Duarte) foram destaques em Roque Santeiro. (Foto: Divulgação)
Viúva Porcina (Regina Duarte) e o Sinhozinho Malta (Lima Duarte) foram destaques em Roque Santeiro. (Foto: Divulgação)

2º – Roque Santeiro (1985-1986)

Por muito pouco, Roque Santeiro não tomou o primeiro lugar da lista. A trama é uma das mais citadas quando se fala em êxito na teledramaturgia brasileira, e frequentemente aparece no topo do ranking de melhor folhetim da história de muita gente — inclusive de Boni, executivo que foi símbolo da Globo.

A novela cativou o público brasileiro com seus personagens emblemáticos, especialmente a Viúva Porcina (Regina Duarte) e o Sinhozinho Malta (Lima Duarte), que ficaram eternizados.

O folhetim é muito bem avaliado, tanto pela crítica como pelo público. Registros ainda apontam que Roque Santeiro foi, de fato, a novela de maior audiência da história da TV brasileira, com seu último capítulo tendo obtido incríveis 96 pontos de média e sendo sintonizado por praticamente todas as TVs ligadas no horário nobre, feito que dificilmente voltará a ser alcançado.

Beatriz Segall deu vida à icônica vilã Odete Roitman em Vale Tudo. (Foto: Reprodução)
Beatriz Segall deu vida à icônica vilã Odete Roitman em Vale Tudo. (Foto: Reprodução)

1º – Vale Tudo (1987)

Vale Tudo é uma das novelas que mais “fizeram escola” na TV, e suas referências de sucesso são fundamentais para alçá-la ao posto de melhor folhetim brasileiro de todos os tempos.

O texto é o ponto alto da trama, com diversas críticas sociais e levando a pergunta de que se vale a pena ser honesto no Brasil, algo que fazia referência ao contexto do país na época, mas que poderia ser utilizado ainda nos dias atuais. Cenas como a do corrupto Marco Aurélio (Reginaldo Faria), que foge do Brasil dando uma “banana” ao país, entrou para a história. E o que dizer de Odete Roitman, considerada por muitos a melhor vilã de folhetins brasileiros, interpretada pela saudosa Beatriz Segall? A personagem ainda protagonizou o famoso “quem matou”, que mobilizou o país na época, e que levantou uma estratégia narrativa de mistério que é utilizada por folhetins até hoje.

Vale Tudo é citada por muitos jornalistas como a melhor novela de todos os tempos, e possui, talvez, a maior nota entre folhetins brasileiros no site Imdb. A trama foi um sucesso de audiência, registrando 86 pontos em seu último capítulo, e ainda teve bastante repercussão no exterior, ao ponto de ganhar um remake nos Estados Unidos. Com tantas virtudes acumuladas, a trama não poderia figurar em outra posição.

+ Ana Hickmann e famosas sofrem ameaças de fãs, vão à polícia e vidas mudam completamente

+ Filhas de Silvio Santos se envolvem em confusão, público se revolta e polêmicas vêm à tona

A TV brasileira é a maior produtora de novelas do mundo, e outras obras também tiveram grande relevância ao longo de décadas. Por isso, vamos fazer algumas menções honrosas: Senhora do Destino (2004-2005), A Próxima Vítima (1995), Irmãos Coragem (1970), Pantanal (1990), Renascer (1993), Éramos Seis (1994), Dancin’ Days (1978-1979), O Rei do Gado (1997-1998), O Astro (1977-1978), Pecado Capital (1975-1976), Selva de Pedra (1972-1973), Laços de Família (2000-2001), Beto Rockfeller (1968-1969), O Casarão (1976), O Rebu (1974-1975) e Mulheres de Areia (1993).

Discorda da lista? Então aproveite, entre na brincadeira e deixe um comentário abaixo com a sua lista das cinco melhores novelas brasileiras que já viu.

TV Foco no Youtube

Podcast TV Foco

ANÚNCIOS

ANÚNCIOS

site statistics